SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.58 issue6Neuromuscular and cardiovascular effects of pipecuronium: a comparative study between different dosePostoperative continuous plexular analgesia: a study on the side effects and risk factors of catheter infection author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Anestesiologia

Print version ISSN 0034-7094

Abstract

TEBALDI, Thaís Cristina; MALBOUISSON, Luíz Marcelo Sá; KONDO, Mario. M  and  CARDOSO, Mônica M. S. C.. Efeito da adição de clonidina subaracnóidea à solução anestésica de sufentanil e bupivacaína hiperbárica ou hipobárica para analgesia de parto. Rev. Bras. Anestesiol. [online]. 2008, vol.58, n.6, pp. 593-601. ISSN 0034-7094.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-70942008000600004.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Adição de clonidina subaracnóidea (±-agonista) prolonga a ação analgésica da combinação sufentanil e bupivacaína isobárica em analgesia combinada para o trabalho de parto 1. O objetivo deste estudo foi comparar a qualidade de analgesia e a prevalência de efeitos colaterais após a adição de clonidina subaracnóidea à solução anestésica em gestantes durante trabalho de parto. MÉTODO: Após aprovação da Comissão de Ética, 22 gestantes em trabalho de parto receberam aleatoriamente no espaço subaracnóideo 2,5 mg de bupivacaína hiperbárica 0,5% (grupo CLON/HIPER; n = 11) ou 2,5 mg de bupivacaína isobárica 0,5% (grupo CLON/ISO; n = 11) em associação ao sufentanil 2,5 µg e à clonidina 30 µg. A dor avaliada pela Escala Analógica Visual, a freqüência cardíaca e a pressão arterial média foram estudadas a cada 5 minutos nos primeiros 15 minutos e, a seguir, a cada 15 minutos até o nascimento. Foi avaliada a prevalência de efeitos colaterais (náusea, vômito, prurido e sedação). O estudo foi encerrado no momento em que foi necessária complementação analgésica peridural (dor > 3 cm) ou ao nascimento. A análise estatística foi realizada pelos testes t de Student, Qui-quadrado, Fisher e ANOVA de duas vias para medidas repetidas, considerando como significativo p < 0,05. RESULTADOS: Os grupos CLON/HIPER e CLON/ISO foram semelhantes com relação a dados antropométricos, duração da analgesia (70,9 ± 32,9 vs. 85,4 ± 39,5), freqüência cardíaca, ocorrência de prurido, sedação, náusea e vômitos. No grupo CLON/ISO houve diminuição significativa da pressão arterial média com relação ao grupo CLON/HIPER nos momentos 15, 30 e 45 minutos (p < 0,05). CONCLUSÕES: Nas condições estudadas, a adição de clonidina em baixa dose (30 ¼g), associada ao sufentanil, determinou maior ocorrência de hipotensão quando administrada com soluções isobáricas de anestésico local. Com relação aos demais efeitos colaterais, as soluções hiperbáricas e isobáricas comportam-se de maneira semelhante.

Keywords : ANALGESIA [parto]; ANALGÉSICOS [clonidina]; TÉCNICAS ANESTÉSICAS, Regional [subaracnóidea peridural combinadas].

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese