SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.59 issue1A study on electrocardiographic changes secondary to the use of tricyclic antidepressants in patients with chronic painTransfusion-related acute lung injury (Trali) after mastectomy with microsur-gical breast reconstruction author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Anestesiologia

Print version ISSN 0034-7094

Abstract

PAGNOCCA, Marcelo Lacava; TAI, Eun Joo  and  DWAN, Joana L.. Controle de temperatura em intervenção cirúrgica abdominal convencional: comparação entre os métodos de aquecimento por condução e condução associada à convecção. Rev. Bras. Anestesiol. [online]. 2009, vol.59, n.1, pp. 56-66. ISSN 0034-7094.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-70942009000100008.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Hipotermia intra-operatória é complicação frequente, favorecida por operação abdominal. A eficácia da associação dos métodos de aquecimento por condução e convecção na prevenção de hipotermia e seus efeitos no período de recuperação pós-operatória foram os objetivos deste estudo. MÉTODO: Quarenta e três pacientes de ambos os sexos de 18 a 88 anos de idade, submetidos à laparotomia xifopúbica sob anestesia geral e monitorização da temperatura esofágica, foram distribuídos de modo aleatório em dois grupos de aquecimento: COND (n = 24), com colchão de circulação de água a 37°C no dorso e COND + CONV (n = 19), com a mesma condição associada à manta de ar aquecido a 42°C sobre o tórax e membros superiores. Analisados peso, sexo, idade, duração da operação e anestesia, temperaturas na indução anestésica (Mi), horas consecutiva (M1, M2), final da operação (Mfo) e anestesia (Mfa), entrada (Me-REC) e saída (Ms-REC) da recuperação pós-anestésica (SRPA), além das incidências de tremores e queixas de frio no pós-operatório. RESULTADOS: Os grupos foram semelhantes em todas as variáveis analisadas, exceto nas temperaturas em M2, M3, M4, Mfo e Mfa. O grupo COND reduziu a temperatura a partir da segunda hora da indução anestésica, mas o grupo COND + CONV só na quarta hora. Em COND, observou-se hipotermia na entrada e saída da SRPA. CONCLUSÕES: Associar métodos de aquecimento retardou a instalação e diminui a intensidade da hipotermia intra-operatória, mas não reduziu a incidência das queixas de frio e tremores.

Keywords : cirurgia, abdominal; complicações, hipotermia; MONITORIZAÇÃO, temperatura; RECUPERAÇÃO PÓS-OPERATÓRIA, tremores; TRATAMENTO, aquecimento.

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese