SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.59 issue4Assessment of the use of racemic ketamine and its S(+) isomer, associated or not with low doses of fentanyl, in balneotherapy for major burn patients author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Anestesiologia

Print version ISSN 0034-7094

Abstract

PINTO NETO, Walter; ISSY, Adriana Machado  and  SAKATA, Rioko Kimiko. Estudo comparativo entre clonidina associada à bupivacaína e bupivacaína isolada em bloqueio de plexo cervical para endarterectomia de carótida. Rev. Bras. Anestesiol. [online]. 2009, vol.59, n.4, pp. 387-395. ISSN 0034-7094.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-70942009000400001.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O bloqueio de plexo cervical permite avaliação neurológica durante a endarterctomia, além de manter analgesia pós-operatória. A clonidina é agonista alfa2 com efeito analgésico em diferentes bloqueios. O objetivo deste estudo foi comparar o efeito analgésico da clonidina com bupivacaína em relação à bupivacaína isolada em bloqueio de plexo cervical. MÉTODO: Foram avaliados 30 pacientes de forma aleatória e duplamente-encoberta divididos em dois grupos: G1 recebeu 1,5 mg.kg-1 de bupivacaína a 0,375% associados a 150 ¼g de clonidina (2 mL) e G2, 1,5 mg.kg-1 de bupivacaína a 0,375% associados à solução fisiológica (2 mL). Foram avaliados: frequência cardíaca e pressão arterial nos momentos 0 (bloqueio), 30, 60, 90 e 120 minutos; necessidade de complementação anestésica; momento para primeira complementação analgésica; quantidade de analgésico usada e intensidade da dor nos momentos 0 (término da operação), 30, 60, 120, 240 e 360 minutos. RESULTADOS: A complementação anestésica com lidocaína foi de 3,8 mL no G1 e 3,6 mL no G2 sem diferença estatística significativa. O momento para a primeira complementação foi de 302,6 ± 152,6 minutos no G1, e de 236,6 ± 132,9 minutos no G2, sem diferença significativa. Não houve diferença na dose de dipirona e tramadol usada. Não houve diferença na intensidade da dor entre os grupos. CONCLUSÃO: A associação de 150 ¼g de clonidina à bupivacaína em bloqueio de plexo cervical para endarterectomia de carótida não promoveu melhora significativa do efeito analgésico avaliado por intensidade da dor, primeira complementação analgésica e quantidade de analgésico complementar.

Keywords : ANALGÉSICO [clonidina]; CIRURGIA [endarterectomia]; TÉCNICAS ANESTÉSICAS [Regional]; TÉCNICAS ANESTÉSICAS [bloqueio]; TÉCNICAS ANESTÉSICAS [plexo cervical].

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese