SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.59 issue4Analgesic effects of H1 receptor antagonists in the rat model of formalin-induced painBilateral trigeminal neuralgia: case report author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Anestesiologia

Print version ISSN 0034-7094

Abstract

GOULART, Alexandre Palmeira; MORO, Eduardo Toshiyuki; RIOS, Rosmani de Paula  and  PIRES, Ricardo Tadeu Faria. Anestesia subaracnoidea para cesariana em paciente com derivação ventriculoperitoneal: relato de caso. Rev. Bras. Anestesiol. [online]. 2009, vol.59, n.4, pp. 471-475. ISSN 0034-7094.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-70942009000400009.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Pacientes portadores de derivação ventriculoperitoneal (DVP) causam preocupação adicional quando o bloqueio do neuroeixo é indicado, sobretudo em obstetrícia. Atualmente não existe consenso na literatura sobre a técnica anestésica de escolha nesses casos. O objetivo deste relato foi descrever o caso de paciente com DVP submetida à cesariana sob anestesia subaracnoidea. RELATO DO CASO: Paciente de 28 anos, secundigesta, um parto anterior sem história de aborto, de termo, pré-natal sem intercorrências, em trabalho de parto há cinco horas, uma cesariana há sete anos. Evoluiu com sofrimento fetal agudo, indicada cesariana de emergência. Portadora DVP há cinco anos, devido à hipertensão intracraniana (sic) de etiologia desconhecida. Exame neurológico normal. Foi submetida à anestesia subaracnoidea com bupivacaína a 0,5% pesada 15 mg e morfina 80 ¼g. Nascimento fetal com Apgar 8 (1 minuto) e 10 (5 minutos) após nascimento. Alta após dois dias em excelente condição clínica. CONCLUSÕES: A abordagem anestésica de pacientes obstétricas com DVP é complexa, devendo-se comparar o risco e o benefício das técnicas no momento e circunstância da indicação. O bloqueio do neuroeixo tem sido relatado com sucesso em portadoras de doenças neurológicas. Quanto à DVP, não existe na literatura contraindicação formal ao bloqueio. Os casos devem ser individualizados. Neste relato, diante da emergência obstétrica e do quadro neurológico vigente, optou-se pelo bloqueio no neuroeixo. A técnica proporcionou adequado manuseio da via aérea, boa condição materno-fetal e analgesia pós-operatória. A evolução foi favorável, sem alterações neurológicas decorrentes da técnica escolhida.

Keywords : CIRURGIA, Obstétrica [cesariana]; DOENÇAS, Neurológica [derivação ventriculoperitoneal]; TÉCNICAS ANESTÉSICAS, Regional [subaracnoidea].

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese