SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.59 issue5Supplemental oxygen and the incidence of perioperative nausea and vomiting in cesarean sections under subarachnoid blockDoes abbreviation of preoperative fasting to two hours with carbohydrates increase the anesthetic risk? author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Anestesiologia

Print version ISSN 0034-7094

Abstract

MENDES, Melissa Nespeca; MONTEIRO, Rosana de Souza  and  MARTINS, Fernando Antonio Nogueira da Cruz. Profilaxia de náuseas e vômitos pós-operatórios em obesos mórbidos submetidos a gastroplastias por laparoscopias: estudo comparativo entre três métodos. Rev. Bras. Anestesiol. [online]. 2009, vol.59, n.5, pp. 570-576. ISSN 0034-7094.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-70942009000500005.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: As intervenções cirúrgicas bariátricas videolaparoscópicas são associadas à alta incidência de náuseas e vômitos pós-operatórios. Estes eventos podem levar a significativa morbidade, aumentam o custo da internação e levam à insatisfação dos pacientes. O objetivo desse estudo foi comparar diferentes esquemas para a prevenção de náuseas e vômitos no pós-operatório de gastroplastias videolaparoscópicas. MÉTODO: Estudo prospectivo ao acaso com 77 pacientes submetidos à gastroplastia videolaparoscópica. Foram divididos em: grupo Cont, controle (n = 19) sem administração de qualquer antiemético; grupo Dexa (n = 16) administrado dexametasona; grupo Onda (n = 20), ondansetrona; grupo Dexa + Onda (n = 22), associação das duas últimas medicações. Para todos os pacientes foi feita anestesia padronizada e analgesia pós-operatória com morfina por via venosa. Foram excluídos do estudo aqueles que faziam uso prévio de protetores gástricos ou antieméticos, bem como portadores de hérnia hiatal. Foram registrados os dados demográficos, duração da operação, dose de morfina usada e ocorrência de náuseas e vômitos no pós-operatório imediato (até seis horas). RESULTADOS: Não houve diferença estatística entre os grupos com relação aos dados demográficos e doses de morfina usadas (One-way ANOVA). A incidência de náusea e/ou vômito em cada grupo foi: grupo Cont - 78,94%; grupo Dexa - 62,5%; grupo Onda 50% e grupo Dexa + Onda - 18,8% (p = 0,0002). CONCLUSÕES: A incidência de náusea e/ou vômito pós-operatórios em gastroplastia videolaparoscópica é reduzida com a associação ondansetrona e dexametasona de forma mais eficaz do que o uso isolado dessas medicações.

Keywords : CIRURGIA [gastroplastias]; CIRURGIA [videolaparoscópica]; COMPLICAÇÕES [náusea e vômito]; DOENÇAS, Obesidade [mórbida].

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese