SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.59 issue6Postoperative analgesia for the surgical correction of congenital clubfoot: comparison between peripheral nerve block and caudal epidural blockInfluence of angiotensin-converting enzyme inhibitors on hypotension after anesthetic induction: is the preoperative discontinuation of this drug necessary? author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Anestesiologia

Print version ISSN 0034-7094

Abstract

CRUZ, José Roquennedy Souza et al. Clonidina como medicação pré-anestésica em facectomias: comparação entre as doses de 100 µg e 200 µg. Rev. Bras. Anestesiol. [online]. 2009, vol.59, n.6, pp. 694-703. ISSN 0034-7094.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-70942009000600005.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Avaliar a sedação, a pressão intraocular e as alterações hemodinâmicas com o uso de doses baixas de clonidina, 100 µg e 200 µg por via oral, como medicação pré-anestésica para operações de catarata em regime ambulatorial. MÉTODO: O trabalho foi realizado pela Universidade Federal de São Paulo, sendo um estudo clínico aleatório e duplamente encoberto em 60 pacientes, de ambos os sexos, estado físico ASA 1 e 2, com idade mínima de 18 anos e máxima de 80 anos. Os pacientes foram divididos em três grupos: placebo, clonidina 100 µg e 200 µg. As medidas de pressão intraocular, frequência cardíaca e pressão arterial, além da avaliação de sedação, foram feitas antes e após 90 minutos da administração da clonidina. Os níveis de sedação foram classificados de acordo com a escala de sedação de Ramsay. RESULTADOS: Pacientes que receberam placebo e 100 µg de clonidina não apresentaram redução da frequência cardíaca com diferença estatística significativa, enquanto os que receberam 200 µg de clonidina, sim. Os que receberam clonidina na dose de 200 µg apresentaram redução na pressão arterial sistólica e diastólica (p < 0,05). Um paciente que utilizou 200 µg de clonidina desenvolveu hipotensão arterial grave com pressão sistólica < 80 mmHg. Os pacientes tratados com clonidina apresentaram redução da pressão intraocular (p < 0,05). Quanto à sedação, 90 minutos após a administração de placebo e clonidina 100 µg e 200 µg por via oral, 25%, 60% e 80% dos pacientes encontravam-se, respectivamente, em Ramsay 3 ou 4. CONCLUSÕES: A dose de 100 µg de clonidina pode ser indicada como medicação pré-anestésica para facectomia, possuindo efeito na sedação, diminuição da pressão intraocular e ausência de efeitos adversos na pressão arterial sistêmica e frequência cardíaca.

Keywords : CIRURGIA, oftálmica [facectomia]; COMPLICAÇÕES [pressão intraocular]; MEDICAÇÃO PRÉ-ANÉSTÉSICA [clonidina].

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese