SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.59 issue6Main concerns of patients regarding the most common complications in the post-anesthetic care unitTotal intravenous anesthesia with target-controlled infusion of remifetanil and propofol for ablation of atrial fibrillation author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Anestesiologia

Print version ISSN 0034-7094

Abstract

BRAGA, Angélica de Fátima de Assunção et al. Influência de anestésicos locais sobre o bloqueio neuromuscular produzido pelo rocurônio: ação da lidocaína e da mistura enantiomérica em excesso de 50% de bupivacaína na junção neuromuscular. Rev. Bras. Anestesiol. [online]. 2009, vol.59, n.6, pp. 725-734. ISSN 0034-7094.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-70942009000600008.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Os efeitos dos anestésicos locais (AL) na transmissão neuromuscular e sua influência no bloqueio neuromuscular produzido por bloqueadores neuromusculares competitivos são ainda alvo de pouca investigação. O objetivo do estudo foi avaliar in vitro os efeitos da lidocaína e da mistura enantiomérica em excesso de 50% de bupivacaína (S75-R25) no bloqueio neuromuscular produzido pelo rocurônio. MÉTODOS: Ratos foram distribuídos em cinco grupos (n = 5) de acordo com o fármaco estudado: lidocaína, bupivacaína (S75-R25), rocurônio, isoladamente (grupos I, II e III); rocurônio em preparações previamente expostas aos AL (grupos IV e V). As concentrações utilizadas foram: 20 µg.mL-1, 5 µg.mL-1 e 4 µg.mL1 para lidocaína, bupivacaína (S75-R25) e rocurônio, respectivamente. Avaliaram-se: 1) a força de contração muscular do diafragma à estimulação elétrica indireta, antes e 60 minutos após a adição dos AL e do rocurônio isoladamente, e a associação AL-rocurônio; 2) os efeitos dos AL sobre o potencial de membrana (PM) e potenciais de placa terminal em miniatura (PPTM). Em preparação biventer cérvicis de pintainho, foi avaliado o efeito do AL na resposta contraturante à acetilcolina. RESULTADOS: A lidocaína e a bupivacaína (S75-R25) isoladamente não alteraram as respostas musculares e os valores do PM. Nas preparações expostas aos AL, o bloqueio pelo rocurônio foi significativamente maior em relação ao produzido pelo rocurônio isoladamente. Em preparação biventer cervicis de pintainho, a lidocaína e a bupivacaína (S75-R25) diminuíram a resposta de contração à acetilcolina. A lidocaína aumentou a frequência dos PPTM, seguido de bloqueio; a bupivacaína (S75-R25) produziu diminuição seguida de bloqueio. CONCLUSÕES: Os anestésicos locais potencializaram o bloqueio neuromuscular causado pelo rocurônio. Os resultados mostraram ação pré-sináptica e póssináptica.

Keywords : ANESTÉSICOS, Local [bupivacaína (S75-R25)]; ANESTÉSICOS, Local [lidocaína]; ANIMAIS [ratos]; BLOQUEADORES NEUROMUSCULARES, Não despolarizantes [rocurônio].

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese