SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.60 issue3General anesthesia versus spinal anesthesia for laparoscopic cholecystectomyComparison of the effects of dobutamine and milrinone on hemodynamic parameters and oxygen supply in patients undergoing cardiac surgery with low cardiac output after anesthetic induction author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Anestesiologia

Print version ISSN 0034-7094

Abstract

MAGALHAES, Edno et al. Avaliação da influência do polimorfismo do códon 16 do receptor beta-2 adrenérgico na incidência de hipotensão arterial e uso de efedrina em grávidas submetidas à anestesia subaracnoidea. Rev. Bras. Anestesiol. [online]. 2010, vol.60, n.3, pp. 228-236. ISSN 0034-7094.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-70942010000300002.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O gene do receptor beta-2 adrenérgico possui diversos polimorfismos. Estudos recentes vêm demonstrando sua importância clínica. O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência do polimorfismo Arg16Gli na incidência de hipotensão arterial e uso de efedrina em parturientes submetidas ao bloqueio subaracnoideo para cesariana. MÉTODO: Parturientes hígidas (ASA I e II) foram submetidas à anestesia raquidiana para realização de cesariana eletiva (n = 50). Efedrina foi administrada nos casos de hipotensão arterial. A incidência de hipotensão arterial e a dose requerida de efedrina para correção da pressão arterial foram comparadas entre os diferentes genótipos encontrados. RESULTADOS: O genótipo mais prevalente foi o Arg16Gli (60%, n = 30) seguido pelo Gli16Gli (26%, n = 13) e Arg16Arg (14%, n = 7). Não foram observadas diferenças entre as características básicas dos genótipos. Com relação ao genótipo Arg16Arg, o Gli16Gli apresentou aumento da razão de risco de hipotensão arterial (hazard ratio) de 3,95 vezes (IC 95% 0,86-18,11; p = 0,076), enquanto o Arg16Gli apresentou aumento de 4,83 vezes (IC 95% 1,13-20,50; p = 0,033). As parturientes com Arg16Arg precisaram, em média, de 6,4 ± 8,5 mg de efedrina para correção de hipotensão arterial, enquanto as do Arg16Gli precisaram de 19,5 ± 15,9 mg (p = 0,0445; IC 95% 0,3325-25,78) e as do tipo Gli16Gli, 19,2 ± 14,3 (p = 0,0445, IC 95% 0,3476-25,26). CONCLUSÕES: Os resultados mostraram que a variante genética Arg16Arg apresenta menor incidência de hipotensão arterial e que menores doses de efedrina foram necessárias para restabelecimento de normotensão arterial nas pacientes com esse perfil genético. Concluímos que o genótipo Arg16Arg confere maior estabilidade pressórica às parturientes submetidas à anestesia raquidiana para cesariana.

Keywords : ANESTESIA [Obstétrica]; ANESTESIA [cesariana]; COMPLICAÇÕES [hipotensão]; DROGAS [receptor beta-2 adrenérgico]; TÉCNICAS ANESTÉSICAS [Regional]; TÉCNICAS ANESTÉSICAS [subaracnoidea].

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese