SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.60 issue3Assessing the impact of lung hyperinflation maneuver on systemic inflammatory response and lung collapse in patients undergoing surgeries under spontaneous ventilationQuality of life and mortality assessment in patients with major cardiac events in the postoperative period author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Anestesiologia

Print version ISSN 0034-7094

Abstract

COSTA, Verônica Vieira da; SARAIVA, Renato Ângelo; TORRES, Rafael Villela Derré  and  OLIVEIRA, Sandro Barbosa de. Ação do anticonvulsivante isolado e associado ao midazolam como medicação pré-anestésica sobre o índice bispectral (BIS) em pacientes com paralisa cerebral. Rev. Bras. Anestesiol. [online]. 2010, vol.60, n.3, pp. 259-267. ISSN 0034-7094.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-70942010000300005.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Os pacientes com paralisia cerebral (PC) frequentemente usam fármacos para tratamento de doenças concomitantes, como convulsões. O midazolam é o hipnótico mais utilizado como medicação pré-anestésica e suas interações medicamentosas nos pacientes com PC são desconhecidas. O objetivo deste estudo foi avaliar o midazolam como medicação pré-anestésica no BIS dos pacientes com PC em uso crônico de anticonvulsivantes. MÉTODO: Foram avaliados três grupos de pacientes: PC sem uso de anticonvulsivantes, PC em uso de anticonvulsivante e outro grupo sem doença e sem uso de medicações (Grupo Controle). Na véspera da cirurgia, com os pacientes despertos e em decúbito dorsal, foi colocado o monitor do BIS e foram registrados os valores basais do BIS. No dia seguinte, 40 minutos antes da cirurgia, os pacientes receberam 0,6 mg.kg-1 de midazolam por via oral. Antes do início da anestesia, foi realizado o mesmo procedimento para registro do BIS, após o uso do midazolam. RESULTADOS: Foram estudados 107 pacientes - 39 pacientes do Grupo Controle e 68 com diagnóstico de PC. Desses, 17 faziam uso de anticonvulsivante. Com relação ao valor médio de BIS após o uso do midazolam, não houve diferença entres os pacientes do Grupo Controle e do Grupo PC que não tomavam anticonvulsivante, enquanto entre os pacientes que faziam uso de anticonvulsivantes houve diferença (p = 0,003). A possibilidade de diminuição do BIS após o uso do midazolam aumenta de acordo com o número de anticonvulsivantes usados pelo paciente. CONCLUSÕES: O uso crônico de anticonvulsivante associado ao midazolam via oral como medicação pré-anestésica pode levar à diminuição dos valores de BIS, configurando níveis profundos de hipnose.

Keywords : DOENÇAS [Neurológica]; DOENÇAS [paralisia cerebral]; DROGAS [anticonvulsivantes]; MEDICAÇÃO PRÉ-ANESTÉSICA [midazolam]; MONITORIZAÇÃO [índice bispectral].

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese