SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.61 issue2Subarachnoid serotonergic and noradrenergic antagonists increase the pain response in ratsNeuraxial hematoma after epidural anesthesia. Is it possible to prevent or detect it? Report of two cases author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Anestesiologia

Print version ISSN 0034-7094

Abstract

IMBELLONI, Luiz Eduardo; VIEIRA, Eneida Maria; DEVITO, Fábio Stuchhi  and  GANEM, Eliana Marisa. Bloqueio contínuo do plexo lombar via posterior bilateral com bomba de infusão descartável: relato de caso. Rev. Bras. Anestesiol. [online]. 2011, vol.61, n.2, pp. 214-217. ISSN 0034-7094.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-70942011000200010.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O número de artroplastia total de quadril (ATQ) bilateral tem aumentado a cada ano. Analgesia pós-operatória pela infusão contínua perineural com anestésico local tem se mostrado favorável quando comparada com analgesia sistêmica. O uso de bombas elastoméricas tem aumentado a satisfação do paciente quando em comparação com os modelos eletrônicos. O objetivo deste relato foi descrever um caso de analgesia contínua bilateral do plexo lombar via posterior, com infusão contínua através de bomba elastomérica, em paciente submetido à uma artroplastia bilateral de quadril. RELATO DO CASO: Paciente feminina, 46 anos, 65 kg, 162 cm, com artrite reumatoide e hipertensão arterial, estado físico ASA II, escalada para ser submetida a ATQ bilateral em um único estágio. Uso de corticosteroide por 13 anos. Hemoglobina = 10,1 g.dL-1, hematócrito = 32,7%. Monitoração de rotina. Raquianestesia com 15 mg de bupivacaína 0,5% isobárica. Anestesia geral com propofol (PFS) e remifentanil e intubação sem bloqueadores neuromusculares. ATQ direita e no final, bloqueio plexo lombar com estimulador e conjunto agulha 150 mm e injeção de 20 mL bupivacaína 0,2% e passagem de cateter. ATQ esquerda e, no final, mesmo procedimento. Estudado dispersão do anestésico e contraste. Instalado bomba elastomérica com bupivacaína 0,1% (400 mL) em velocidade de 14 mL.h-1. Transferida para Unidade de Cuidados Intensivos (UCI). Vinte e quatro horas após, nova bomba com a mesma solução. Nenhum bolus durante 50 horas. Após remoção de cateter, dor controlada por via oral com cetoprofeno e dipirona. CONCLUSÕES: O bloqueio bilateral contínuo periférico com infusão de bupivacaína a 0,1% com bombas elastoméricas é um procedimento seguro e efetivo em adultos.

Keywords : ANALGESIA, Pós-operatória; ANESTÉSICOS, Local [bupivacaína]; CIRURGIA, Ortopédica [artroplastia de quadril]; EQUIPAMENTOS [bomba de infusão]; TÉCNICAS ANALGÉSICAS [bloqueio plexo lombar].

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese | Spanish     · pdf in English | Spanish | Portuguese