SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.62 issue3The median effective volume of crystalloid in preventing hypotension in patients undergoing cesarean delivery with spinal anesthesiaAssessment of anesthesiologists' rapid sequence induction technique in a university hospital author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Anestesiologia

Print version ISSN 0034-7094

Abstract

RODRIGUES, Thiago Alves et al. Estudo comparativo entre propofol em nanoemulsão não lipídica com solutol e em emulsão com lecitina. Rev. Bras. Anestesiol. [online]. 2012, vol.62, n.3, pp. 330-334. ISSN 0034-7094.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-70942012000300005.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Formulações têm sido propostas com o objetivo de reduzir as reações adversas decorrentes da emulsão lipídica de óleo de soja utilizada como veículo do propofol. O objetivo deste estudo foi avaliar comparativamente, em sedação para endoscopia, a segurança, eficácia e efeitos adversos do uso do propofol em nanoemulsão em relação ao propofol comercializado atualmente. MÉTODO: Foram incluídos neste estudo prospectivo 150 pacientes submetidos a procedimentos endoscópicos digestivos altos, divididos em grupo-controle (Grupo CONT; n = 75) e grupo nanoemulsão (Grupo NE; n = 75). Foram monitorados FC, PAS, PAD, SpO2 e BIS (considerado apropriado entre 65 e 75, durante o procedimento). Foram analisados: gênero, idade, peso, altura, IMC, estado físico ASA; tempos e doses utilizadas; efeitos adversos (sinais flogísticos e dor à injeção, apneia, náuseas/vômitos) e alterações nas variáveis de monitoramento. Considerou-se significativo p < 0,05. RESULTADOS: Os grupos foram homogêneos quanto aos dados antropométricos e estado físico. Nenhum paciente apresentou apneia nem sinais flogísticos no local da injeção. A incidência de dor à injeção no grupo CONT foi 82,7% e 53,3% no grupo NE (p < 0,001) e de náuseas e vômitos foi 10,7% no grupo CONT e 2,7% no grupo NE (p > 0,05). Os tempos, as doses de indução e os valores das PAS e PAD ao final do exame e no momento da alta da SRPA foram menores no grupo NE (p < 0,05). CONCLUSÕES: O propofol lipídico e o propofol em nanoemulsão, nas doses utilizadas, foram equivalentes em relação a eficácia, segurança e efeitos adversos, ressaltando-se a menor incidência de dor à injeção da formulação em nanoemulsão.

Keywords : anestésicos; venoso; propofol; cirurgia; endoscopia; sedação; consciente.

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese | Spanish     · pdf in English | Spanish | Portuguese