SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.62 issue4Assessing the depth of the subarachnoid space by ultrasoundCase of anaphylaxis induced by rocuronium treated with sugammadex author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Anestesiologia

Print version ISSN 0034-7094

Abstract

SILVA, João Paulo Lopes da  and  TELES, Flávio. Análise do conhecimento de intensivistas sobre a síndrome do compartimento abdominal. Rev. Bras. Anestesiol. [online]. 2012, vol.62, n.4, pp. 534-537. ISSN 0034-7094.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-70942012000400006.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O reconhecimento precoce da síndrome de compartimento abdominal (SCA) é essencial, pois o atraso no diagnóstico pode provocar um impacto negativo no prognóstico. No entanto, existem algumas evidências que sugerem um baixo nível de conhecimento sobre a SCA em unidades de terapia intensiva (UTI). O objetivo deste estudo é avaliar o conhecimento do intensivista sobre a SCA. MÉTODO: Quarenta e nove questionários com 13 questões de múltipla escolha foram distribuídos em sete UTIs. As questões abordavam o conceito, o diagnóstico e o manejo da SCA. RESULTADOS: Trinta e dois questionários foram respondidos. Quarenta e sete por cento dos que responderam tinham mais de 16 anos de prática médica e passavam mais de 50% de seu tempo na UTI. Embora 75% tenham respondido que conheciam o conceito da SCA, apenas 34% mediam a pressão intra-abdominal (PIA). O método mais utilizado para as medições foi cateter urinário (91%). Para 37% dos respondentes, a frequência de medição deve ser baseada em dados clínicos e não nos valores da PIA. Quanto à indicação para o monitoramento da PIA, 25% escolheram medir após laparotomia de urgência, 18% na reposição volêmica maciça e 57% em outras condições de risco. A falta de informações sobre técnicas de medição foi a principal razão para não medir a PIA. A maioria (90%) sugeriu a medição da PIA como rotina na UTI. CONCLUSÃO: O conhecimento do intensivista sobre a SCA foi baixo, pois a maioria não foi capaz de medir, interpretar os resultados e reconhecer os fatores de risco importantes para PIA. Esses dados confirmam a necessidade de esforços educacionais sobre a SCA para padronizar a mensuração da PIA em população de risco, visando um melhor resultado em pacientes críticos.

Keywords : Hipertensão Intra-abdominal; Questionários; TÉCNICAS DE MEDIÇÃO, Pressão Intra-abdominal.

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese | Spanish     · pdf in English | Spanish | Portuguese