SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.69 issue2Risk factors for postoperative hypothermia in the post-anesthetic care unit: a prospective prognostic pilot study author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Anestesiologia

Print version ISSN 0034-7094On-line version ISSN 1806-907X

Abstract

BISINOTTO, Flora Margarida Barra et al. Estudo comparativo do esvaziamento gástrico entre uma solução isotônica e um suplemento nutricional por meio da ultrassonografia. Rev. Bras. Anestesiol. [online]. 2019, vol.69, n.2, pp.115-121.  Epub Apr 25, 2019. ISSN 0034-7094.  https://doi.org/10.1016/j.bjane.2018.09.010.

Justificativa e objetivos:

O jejum pré-operatório pode levar a efeitos indesejáveis no paciente cirúrgico, em que há um estimulo à ingestão de líquidos sem resíduos até 2 horas antes da anestesia. O objetivo deste estudo foi avaliar o esvaziamento gástrico de duas soluções diferentes por meio da ultrassonografia.

Métodos:

Em um estudo prospectivo, randomizado, cego, 34 voluntários saudáveis ingeriram 200 mL de duas soluções sem resíduos, em duas etapas: uma solução isotônica com carboidratos, eletrólitos, osmolaridade de 292 mOsm.L-1 e 36 kcal; e outra suplementação nutricional, com carboidratos, proteínas, eletrólitos, osmolaridade de 680 mOs.L-1 e 300 kcal. Após 2 horas, fez-se ultrassonografia gástrica com avaliação da área do antro e volume gástrico e relação do volume gástrico sobre o peso (vol.p-1), cujo valor acima de 1,5 mL.kg-1 foi considerado risco para broncoaspiração. Considerou-se p< 0,05 como estatisticamente significativo.

Resultados:

Houve diferença significativa entre todos os parâmetros avaliados 2 horas após a ingestão de suplementação nutricional em relação ao jejum. O mesmo ocorreu quando foram comparados os parâmetros entre solução isotônica e suplementação nutricional 2 horas após a ingestão. Apenas um paciente apresentou vol.p-1< 1,5 mL.kg-1 2 horas após a ingestão de suplementação nutricional; e apenas um apresentou vol.p-1 > 1,5 mL.kg-1, após a ingestão de solução isotônica.

Conclusão:

Este estudo demonstrou que o esvaziamento gástrico de volumes iguais de diferentes soluções depende de sua constituição. Aqueles com alto valor calórico e alta osmolaridade, e com proteínas presentes, 2 horas após a ingestão, aumentaram os volumes gástricos, compatíveis com o risco de aspiração gástrica.

Keywords : Broncoaspiração; Ultrassonografia gástrica; Jejum pré-operatório.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )