SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.61 issue2Diversity and habitat preference of aquatic insects along the longitudinal gradient of the Macaé River basin, Rio de Janeiro, BrazilFeeding pattern of Salminus maxillosus (Pisces, Characidae) at Cachoeira das Emas, Mogi-Guaçu River (São Paulo State, Southeast Brazil) author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Biologia

Print version ISSN 0034-7108

Abstract

CALLISTO, M.; MORENO, P.  and  BARBOSA, F. A. R.. Diversidade de habitats e grupos tróficos funcionais na Serra do Cipó, sudeste do Brasil. Rev. Bras. Biol. [online]. 2001, vol.61, n.2, pp. 259-266. ISSN 0034-7108.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-71082001000200008.

Este trabalho teve por objetivo avaliar a diversidade de habitats e caracterizar os grupos tróficos funcionais das comunidades de macroinvertebrados bentônicos em alguns rios na Serra do Cipó, MG. Foram caracterizados os recursos tróficos disponíveis e os tipos de substrato nos habitats amostrados, a composição de grupos tróficos funcionais que os utilizam e a estrutura da comunidade de macroinvertebrados bentônicos. A Serra do Cipó constitui-se em um divisor de águas das bacias do Rio São Francisco e do Rio Doce e engloba uma série de córregos e rios, com características ecológicas ainda bem preservadas e águas de boa qualidade. Foram amostrados os rios Cipó, Peixe e Preto do Itambé, além dos córregos Indaiá e Capão da Mata ao longo de 26 estações amostrais. As amostras foram coletadas nos períodos de chuva (fevereiro) e seca (outubro) de 1998, utilizando-se "Kicking nets" com malha de 0,125 mm. Os resultados evidenciaram que o grupo dos coletores (Baetidae, Leptophlebiidae e Leptohyphidae) foi o mais abundante, seguido pelos coletores-predadores (Hydrophilidae, Ceratopogonidae, Chironomidae-Tanypodinae) e detritívoros-herbívoros (Oligochaeta). A avaliação da diversidade de habitats permitiu caracterizar a vegetação ripária, juntamente com as macrófitas aquáticas, como os substratos contendo a maior riqueza de grupos tróficos funcionais, por oferecerem maior diversidade de habitats. Os resultados sugerem que a utilização de grupos tróficos funcionais, juntamente com a avaliação de habitats, constituem eficientes ferramentas na avaliação da diversidade da macrofauna bentônica em ecossitemas lóticos de altitude.

Keywords : macroinvertebrados bentônicos; grupos tróficos funcionais; bioindicadores; ecologia de rios; diversidade de habitats.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English