SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.65 número2Práticas educativas desenvolvidas por enfermeiras: repercussões sobre vivências de mulheres na gestação e no partoIdentificação e tratamento da dor no recém-nascido prematuro na Unidade de Terapia Intensiva índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Brasileira de Enfermagem

versão impressa ISSN 0034-7167

Resumo

BELEZA, Ana Carolina Sartorato; FERREIRA, Cristine Homsi Jorge; SOUSA, Ligia de  e  NAKANO, Ana Márcia Spanó. Mensuração e caracterização da dor após episiotomia e sua relação com a limitação de atividades. Rev. bras. enferm. [online]. 2012, vol.65, n.2, pp. 264-268. ISSN 0034-7167.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-71672012000200010.

Trata-se de um estudo descritivo realizado com cinquenta mulheres em pós-parto vaginal com episiotomia. Objetivou-se mensurar e caracterizar a dor perineal em primíparas submetidas ao parto normal com episiotomia e verificar as atividades limitadas pela dor. Para avaliação da dor foi utilizada a Escala Numérica e o Questionário McGill, bem como um formulário para analisar as atividades que estavam limitadas. A média de dor perineal encontrada foi cinco. As categorias sensorial e avaliação subjetiva foram as mais selecionadas no Questionário McGill. A dor perineal foi caracterizada como latejante, que repuxa, que esquenta, ardida, dolorida, chata, incômoda, que prende e que deixa tensa. Sentar, deitar e deambular foram as atividades mais limitadas. Em conclusão, foi possível verificar a presença de dor perineal nas puérperas causada pela episiotomia e identificar que as atividades de sentar, deitar e deambular estavam limitadas por este sintoma.

Palavras-chave : Dor; Período pós-parto; Episiotomia; Saúde da mulher.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · pdf em Português