SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.71 issue3Family caregiver of older adults and Cultural Care in Nursing careValidation of instrument to assess software of patients’ risk classification author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Enfermagem

Print version ISSN 0034-7167On-line version ISSN 1984-0446

Abstract

BOOSTEL, Radamés et al. Estresse do estudante de enfermagem na simulação clínica: ensaio clínico randomizado. Rev. Bras. Enferm. [online]. 2018, vol.71, n.3, pp.967-974. ISSN 1984-0446.  https://doi.org/10.1590/0034-7167-2017-0187.

Objetivo:

Avaliar e comparar a percepção dos fatores estressores do discente de enfermagem antes e depois da simulação clínica de alta fidelidade ou da aula prática convencional de laboratório.

Método:

Ensaio clínico randomizado realizado com 52 discentes de enfermagem. Ambos os grupos tiveram aula teórica sobre exame físico cardiotorácico, seguida de aula prática em laboratório de habilidades. O grupo experimental participou ainda de um cenário de simulação de alta fidelidade. Os fatores estressores foram avaliados antes e após a aula, com a aplicação do questionário KEZKAK.

Resultados:

O grupo experimental apresentou-se significativamente mais preocupado com seis fatores relacionados à falta de competência e relação interpessoal (p < 0,05), enquanto no grupo controle apenas o fator contato com o sofrimento foi significativamente mais relevante (p= 0,0315).

Conclusão:

A simulação interfere na percepção dos fatores estressores e promove uma autoavaliação e reflexão crítica pelo aluno frente à responsabilidade com o aprendizado.

Keywords : Simulação; Estudantes de Enfermagem; Estresse Psicológico; Enfermagem Baseada em Evidências; Ensaio Clínico Controlado Aleatório.

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )