SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.68 número6Evaluation of conjunctival flora in patients with tear film dysfunction índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Revista Brasileira de Oftalmologia

versión impresa ISSN 0034-7280

Resumen

PORTES, Arlindo José Freire; GOMES, Louise Pellegrino; AMARAL, Beatriz Lopes Moura Brasil do  y  MASSA, Lívio. Percepção da administração tópica ocular de drogas: vaporização x gotas. Rev. bras.oftalmol. [online]. 2009, vol.68, n.6, pp. 327-331. ISSN 0034-7280.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-72802009000600002.

OBJETIVO: Avaliar por questionário qual o nível de dificuldade para aplicação tópica de medicações oculares: vaporização ou gotas através da observação do paciente e qual método foi tecnicamente melhor utilizado para aplicação de drogas tópicas oculares. MÉTODOS: A pesquisa foi realizada no decorrer de 2008 e 2009 no ambulatório de oftalmologia da Policlínica Ronaldo Gazolla. Foi utilizado um frasco de colírio e um de vaporizador com solução de carboximetilcelulose sódica a 0,5%. Cada participante aplicou em um dos olhos a solução por vaporização ou instilação de gotas através de um processo randomizado. Foi perguntado ao paciente questões pré-formuladas sobre a praticidade de ambos os métodos. RESULTADOS: Considerando o grau de dificuldade de administração tópica ocular: 36% acharam difícil ou muito difícil a vaporização e 14% a instilação de colírio. As dificuldades descritas pelos pacientes foram relatadas por 64% dos pacientes para vaporização e por 34% para aplicação de colírio (p= 0,0027). Já 42% dos pacientes necessitaram de mais de uma instilação para aplicação do colírio, enquanto 36% dos pacientes precisaram de mais de uma aplicação para que a droga vaporizada tivesse contato com o olho (p= 0,49). Em 56% dos pacientes houve toque da ponta do colírio com os cílios, já com o vaporizador não houve toque (p=0,0001). CONCLUSÃO: A vaporização foi o método mais seguro para evitar a contaminação do frasco. A maior facilidade percebida pelos pacientes ao instilar o colírio em relação a vaporização foi devido a terem apoiado a ponta do frasco nos tecidos oculares.

Palabras llave : Volatilização; Administração tópica; Soluções oftálmicas; Lubrificantes; Olho/efeitos de drogas.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · pdf en Portugués