SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.71 issue3Caracteristics and deficiencies of ophthalmology residency programs in Brazil: residents evaluationDiplopia after injection of botulinic toxin type A for facial rejuvenation author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Oftalmologia

Print version ISSN 0034-7280

Abstract

MACEDO, Erick Marcet Santiago de; CARNEIRO, Rachel Camargo; CARRICONDO, Pedro Carlos  and  MATAYOSHI, Suzana. Carcinoma basocelular periocular: custo da imunoterapia tópica versus custo estimado do tratamento cirúrgico. Rev. bras.oftalmol. [online]. 2012, vol.71, n.3, pp. 180-183. ISSN 0034-7280.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-72802012000300007.

OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi comparar os custos do tratamento clínico e cirúrgico para carcinoma basocelular palpebral. MÉTODO: Neste estudo piloto, doze pacientes com carcinoma basocelular atendidos no departamento de Plástica Ocular do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo (HC-FMUSP) foram tratados com imiquimode creme 5%. O Custo do tratamento clínico foi estimado baseado no tempo de tratamento e quantidade de medicação utilizada pelo paciente no domicilio. O custo do tratamento cirúrgico foi baseado na análise das imagens dos mesmos pacientes submetidos ao tratamento clínico, por Oftalmologistas experientes em cirurgia plástica reconstrutiva. Os profissionais responderam um questionário com quatro perguntas relacionadas à técnica cirúrgica, à quantidade de material gasto, ao tempo cirúrgico estimado e anestesia utilizada. RESULTADOS: O tempo de tratamento clínico variou entre 8 a 12 semanas.Todos os pacientes referem que um sachê dura 3 dias e armazenaram na geladeira. O valor informado pela instituição na compra do imiquimode creme 5% foi de 40,00 reais/sachê, portanto o custo da caixa medicação foi de R$ 480,00 a caixa.A média de caixas consumidas por tratamento variou de 1,58 a 3,11 caixas, portanto o custo do tratamento clínico variou de R$ 758,40 a R$1.492,80. Os cirurgiões avaliaram as imagens dos pacientes submetidos ao tratamento clínico e informaram que o tempo estimado de cirurgia para cada paciente seria de 1 a 3 horas se a opção fosse cirúrgica.Foi estimado um custo de centro cirúrgico, incluindo espaço físico e pessoal de R$ 263,00 ao qual foi acrescido o valor do material que seria utilizado.Assim, observou-se que o valor variou entre R$ 272,61 a R$ 864,82 para o tratamento cirúrgico. O tratamento clínico em média foi de 57,64% superior ao tratamento cirúrgico. CONCLUSÃO: As lesões palpebrais malignas são responsáveis por uma porção importante na prática clínica oftalmológica. A cirurgia continua sendo o padrão ouro em nossa instituição, porém casos em que a cirurgia não é uma opção, como pacientes com alto risco cirúrgico, aqueles com múltiplas lesões ou que se negam a cirurgia, seja por fobia ou motivo estético, podemos lançar mão de terapias alternativas como a imunoterapia com o imiquimode creme 5%. Conhecer a estimativa dos custos relacionados ao tratamento dessa patologia é fundamental para o planejamento financeiro das instituições. A instituição com a possibilidade de aquisição de uma mesma medicação com valor mais acessível permitiria equilibrar o custo do tratamento clínico com o cirúrgico e deverão ser avaliados em trabalhos futuros

Keywords : Carcinoma basocelular [cirurgia]; Carcinoma basocelular [economia]; Carcinoma basocelular [quimioterapia]; Neoplasias palpebrais; Antineoplásicos [uso terapêutico]; Biópsia; Custos de cuidados de saúde.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English