SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.74 número5Experiência clínica com os primeiros 40 casos de cirurgia de catarata com a tecnologia de laser de femtossegundo: segurança da curva de aprendizagemDistância interpupilar e convergência na população présbita índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Oftalmologia

versão impressa ISSN 0034-7280versão On-line ISSN 1982-8551

Resumo

VALBON, Bruno Freitas et al. Biomecânica da córnea após laser de femtossegundo na cirurgia de catarata. Rev. bras.oftalmol. [online]. 2015, vol.74, n.5, pp.297-302. ISSN 1982-8551.  https://doi.org/10.5935/0034-7280.20150061.

Objetivo:

Avaliar as alterações da biomecânica da córnea após laser de femtosegundo na cirurgia de catarata e comparar os parâmetros biomecânicos derivados do Corvis ST (Oculus Corvis ST, Scheimpflug Technology; Wetzlar, Germany) entre as técnicas do laser de femtossegundo e a facoemulsificação convencional após a cirurgia de catarata.

Métodos:

Estudo observacional, prospectivo envolvendo 151 olhos de 127 pacientes com diagnóstico de catarata nuclear. Setenta olhos de 65 pacientes foram submetidos à técnica do laser de femtossegundo (Alcon LenSx, Aliso Viejo,USA) e 76 olhos de 62 pacientes por meio da facoemulsificação convencional (Alcon Infinit, Fort Worth, USA). O sistema de tonometria de não contato integrado com a câmera ultrarrápida de Scheimpflug (Oculus Corvis ST, Scheimpflug Technology; Wetzlar, Germany) foi utilizado para avaliação da biomecânica da córnea antes e após a cirurgia de catarata pelas técnicas do laser de femtossegundo e a facoemulsificação convencional. Os parâmetros biomecânicos utilizados foram: deformidade de amplitude (DA), pressão intraocular, 1st A time, tempo de concavidade máxima, 2nd A time, 1st A Length, 2nd A Length, raio de curvatura de maior alcance, raio de curvatura normal, velocidade de entrada (Vin) e de saída (Vout). A densitometria do cristalino (scattering) através do PNS (Pentacam Nucleus Staging) foi realizado pela tomografia de córnea e segmento anterior (Pentacam® – Oculus, Wetzlar, Germany) em todos os pacientes para diagnóstico objetivo da opacidade do cristalino. Os critérios de exclusão foram: doença corneana, doenças da retina e/ou nervo óptico e cirurgia ocular prévia. O teste de Kolmogorov-Smirnov foi utilizado para avaliar a distribuição normal. O teste de Wilcoxon e o test-T foram utilizados para avaliação entre o pré-operatório e o primeiro dia de pós-operatório (D1) nos grupos do laser de femtossegundo (LFS) e do faco convencional (FC), respectivamente. O teste de Mann-Whitney foi realizado para avaliar as diferenças dos parâmetros biomecânicos da córnea derivados do Corvis ST entre os dois grupos (LFS; FC) após a cirurgia de catarata (D1). Foi considerado como estatisticamente significante p ≤ 0,05%.

Resultados:

A média de idade dos pacientes do grupo do LFS foi de 67,6 anos (± 9,9) e do grupo do FC foi de 68,4 anos (± 11,8).A média do PNS entre todos os pacientes (análise objetiva do cristalino) foi de 0,62 (± 0,67). No grupo do LFS, 9 dos 11 parâmetros foram estatisticamente significativos entre o Pré e D1; e no grupo do FC, 7 dos 11 parâmetros estudados foram estatisticamente significativos entre o Pré e D1. De todos os parâmetros biomecânicos derivados do Corvis ST estudados, somente o tempo de concavidade máxima da córnea (HC-time; p ≤ 0.0387) foi diferente entre os dois grupos (laser de femtossegundo x faco convencional) em D1.

Conclusão:

O laser de femtossegundo para cirurgia de catarata e a técnica de facoemulsificação convencional induziram alterações nas propriedades biomecânicas da córnea pelo Corvis ST no D1. Apenas 1 dos 11 parâmetros biomecânicos estudados foi diferente estatisticamente entre os grupos do LFS e FC.

Palavras-chave : Catarata; Biomecânica da córnea; Laser de femtossegundo; Facoemulsificação; Scheimpflug.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )