SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.69 issue3Oral involvement in pemphigus vulgarisHemorrhage in adenoidectomy and/or tonsillectomy: 359 cases study author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Otorrinolaringologia

Print version ISSN 0034-7299

Abstract

NIGRO, Carlos E. N. et al. Avaliação da cavidade nasal e nasofaringe através da rinometria acústica antes e após adenoidectomia. Rev. Bras. Otorrinolaringol. [online]. 2003, vol.69, n.3, pp.333-336. ISSN 0034-7299.  https://doi.org/10.1590/S0034-72992003000300006.

INTRODUÇÃO: A hipertrofia adenoideana é vista com freqüência na prática otorrinolaringológica e é importante avaliar a patência nasal antes do início do tratamento. Neste trabalho, os autores buscam avaliar as mudanças na geometria nasal e nasofaringe antes e após adenoidectomia através de um método objetivo de mensuração da patência nasal, a rinometria acústica. FORMA DE ESTUDO: Clínico prospectivo. OBJETIVO: Os autores avaliam a área de secção transversal mínima (ASTM) e o volume das cavidades nasais e nasofaringe através da rinometria acústica (RA) antes e após a cirurgia de adenoidectomia. MATERIAL E MÉTODO: Vinte e três crianças que tinham indicação cirúrgica para adenoidectomia com ou sem tonsilectomia foram submetidas ao exame de RA antes e 15 dias após a cirurgia. RESULTADOS: A ASTM das fossas nasais variou, antes do uso de vasoconstritor (VC), de 0,73 cm2 antes da cirurgia para 0,79 cm2 após a cirurgia; após o uso de VC variou de 0,87 cm2 para 0,93 cm2. O volume das fossas nasais variou, antes do uso de VC, de 6,18 cm3 antes da cirurgia para 6,47 cm3 após a cirurgia; após o uso de VC variou de 8,31 cm3 para 8,65 cm3. Na nasofaringe a ASTM variou, antes do uso de VC, de 2,43 cm2 antes da cirurgia para 2,69 cm2 após a cirurgia; após o uso de VC variou de 2,76 cm2 para 3,79 cm2. Na nasofaringe o volume variou, antes do uso de VC, de 5,57 cm3 antes da cirurgia para 6,14 cm3 após a cirurgia; após o uso de VC variou de 6,51 cm3 para 8,78 cm3. CCINCLUSÃO: O aumento de ASTM e volume da nasofaringe, indicando melhora da permeabilidade nasal, concorda com a melhora dos sintomas obstrutivos referidos pelo paciente e familiares após a cirurgia de adenoidectomia.

Keywords : adenoidectomia; rinometria acústica.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License