SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.69 issue3Prospective, randomized, double-blind clinical trial about efficacy of homeopathic treatment in children with obstructive adenoidAuditory brainstem response (abr): use of masking in unilateral hearing loss patients author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Otorrinolaringologia

Print version ISSN 0034-7299

Abstract

LABBATE, Rogério; LEHN, Carlos Neutzling  and  DENARDIN, Odilon Victor Porto. Efeito da clorexidina na mucosite induzida por radioterapia em câncer de cabeça e pescoço. Rev. Bras. Otorrinolaringol. [online]. 2003, vol.69, n.3, pp.349-354. ISSN 0034-7299.  https://doi.org/10.1590/S0034-72992003000300009.

A radioterapia em pacientes com neoplasias de Cabeça e Pescoço causa alterações na mucosa oral comprometendo a execução terapêutica e o resultado final. OBJETIVO: Avaliar o efeito protetor do gluconato de clorexidina, sobre a mucosa oral, durante o tratamento actínico fracionado e o seu reflexo na qualidade de vida referida pelos pacientes. FORMA DE ESTUDO: Clínico prospectivo. MATERIAL E MÉTODO: Foram selecionados 21 portadores de câncer de Cabeça e Pescoço alocados em dois grupos: grupo Placebo (n=11, 9H e 2M, idade média 58 anos) água destilada - dois bochechos diários e grupo Medicação (n=10, 7H e 2M, idade média 52 anos) gluconato de clorexidina a 0,12% - dois bochechos diários. Os pacientes foram avaliados semanalmente com exame local para detecção das alterações de mucosa (classificação de acordo com a WHO e Grupo de Terapia por Radiação em Oncologia - graus 0 a IV) e preenchimento de questionário de qualidade de vida ressaltando os aspectos de dor, apetite, paladar e hábitos alimentares. A análise estatística realizada pelo teste exato de Fisher. RESULTADOS: A graduação da mucosite foi mais intensa no grupo Placebo em 6 das 10 semanas de avaliação. A freqüência e intensidade das dores foram piores no grupo Placebo na 4ª semana de radioterapia e a modificação de paladar foi mais intensa nos indivíduos que não usavam o medicamento apenas na 7ª semana. Não foram encontradas diferenças nos outros parâmetros de qualidade de vida. CONCLUSÃO: Podemos concluir que o gluconato de clorexidina não eliminou as lesões de mucosa mas diminuiu, significativamente, os seus efeitos deletérios e intensidade sem apresentar um reflexo persistente na qualidade de vida dos pacientes.

Keywords : neoplasia de cabeça e pescoço; radioterapia; mucosite; clorexidina.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License