SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.69 issue6Comparative study of absortion of three kinds of collagen used in otologic surgeryCochlear implant in deaf children due to meningites author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Otorrinolaringologia

Print version ISSN 0034-7299

Abstract

SANTOS, Fernando C. C. et al. Estudo comparativo histológico na prega vocal após incisão com instrumental a frio e com laser de CO2 em modelo animal. Rev. Bras. Otorrinolaringol. [online]. 2003, vol.69, n.6, pp.753-759. ISSN 0034-7299.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-72992003000600005.

Dentre os vários tipos de laser usados em Medicina, o laser de CO2 é o mais usado na Otorrinolaringologia e Cirurgia de Cabeça e Pescoço. As vantagens de seu uso são a diminuição do sangramento, a diminuição do edema no pós-operatório e a facilidade de acesso ao campo operatório, entre outras. Desde os trabalhos de Jako e Strong em 19721,2, quando o laser de CO2 passou a ser usado no tratamento de papilomatose laríngea e de lesões malignas glóticas iniciais, suas indicações têm aumetado, principalmente em lesões benignas, a partir da alta tecnologia desenvolvida dos últimos anos como, por exemplo, a diminuição do microspot e o uso do superpulso, reduzindo conseqüentemente seu efeito térmico sobre os tecidos. MÉTODOS: Neste trabalho foram realizadas incisões com instrumental a frio e com laser de CO2 1 watt de modo contínuo e superpulso, em pregas vocais caninas e observado, através de cortes histológicos corados pelo método de Sirius Red, a quantidade de colágeno depositada sobre as mesmas. RESULTADOS: A quantidade de colágeno das pregas vocais foi maior do que no grupo controle, e estatisticamente maior no grupo de animais submetidos a procedimentos com instrumental a frio do que com laser de CO2. Não houve diferença estatística entre o grupo controle e o grupo submetido a incisões com instrumentos a frio. CONCLUSÃO: A microcirurgia de laringe com o laser de CO2, quando este é usado em baixa potência, com pequeno "microspot" e com superpulso, é um método seguro em relação à deposição de colágeno, quando comparado com instrumentos com lâmina a frio, obedecendo os princípios da fonomicrocirurgia.

Keywords : Microcirurgia de laringe; laser de CO2; colágeno.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License