SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.71 issue5Neural response telemetry measures in patients implanted with Nucleus 24®Anatomic and radiograph study of the persistence of Foramen of Huschke author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Otorrinolaringologia

Print version ISSN 0034-7299

Abstract

SANTOS, Patrícia F. et al. Achados otomicroscópicos e histológicos da miringoesclerose induzida em ratos: estudo crítico de um modelo experimental. Rev. Bras. Otorrinolaringol. [online]. 2005, vol.71, n.5, pp. 668-674. ISSN 0034-7299.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-72992005000500019.

A miringoesclerose é caracterizada por hialinização da lâmina própria da membrana timpânica. Trabalhos experimentais têm utilizado a otomicroscopia ou a histologia para estudar a miringoesclerose em animais, porém sem correlacionar precisamente estes dois métodos de avaliação. OBJETIVO: Este estudo procura avaliar a acurácia da otomicroscopia no diagnóstico de miringoesclerose em modelo experimental com ratos. FORMA DE ESTUDO: experimental. MATERIAL E MÉTODO: Foi induzida miringoesclerose por inoculação transtimpânica de Streptococcus pneumoniae em 25 ratos Wistar, que foram examinados quinzenalmente por otomicroscopia e sacrificados após oito semanas, tendo suas membranas timpânicas examinadas por histologia. RESULTADOS: Da confrontação das alterações otomicroscópicas com os achados histológicos, houve uma sensibilidade de 80% e especificidade de 75%. CONCLUSÃO: Pelos resultados obtidos neste estudo, a otomicroscopia não representou um bom método para avaliar a miringoesclerose neste modelo experimental.

Keywords : meningite; implante coclear; deficiência auditiva; crianças.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese