SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.75 número1Detecção do vírus Epstein-Barr em tonsilites recorrentesConhecimento da anatomia da orelha de cobaias e ratos e sua aplicação na pesquisa otológica básica índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Revista Brasileira de Otorrinolaringologia

versão impressa ISSN 0034-7299

Resumo

SCANAVINE, Adriana Bernardini Antunes; NAVARRO, João Adolfo Caldas; MEGALE, Silvia Regina Molinari de Carvalho Leitão  e  ANSELMO-LIMA, Wilma Terezinha. Estudo anatômico do forame esfenopalatino. Rev. Bras. Otorrinolaringol. [online]. 2009, vol.75, n.1, pp. 37-41. ISSN 0034-7299.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-72992009000100006.

As variações anatômicas do forame esfenopalatino podem corresponder às alterações na entrada da irrigação nasal arterial, condição relevante para o tratamento das epistaxes graves através da ligadura da artéria esfenopalatina. OBJETIVO: Estudar o forame esfenopalatino quanto à sua variação numérica e sua localização na parede lateral nasal em relação à crista etmoidal óssea do osso palatino. Material e Método: Os estudos anatômicos foram realizados em 54 hemicrânios. RESULTADOS: O forame esfenopalatino apresentou a seguinte variação numérica: único (87,0% ou 47 peças), duplo (11,1% ou 6 peças) e triplo (1,9% ou uma peça); foi localizado no meato nasal superior em 81,5% ou 44 peças, 14,8% (8 peças) entre os meatos nasais médio e superior e no meato nasal médio apenas em um caso (1,9%). CONCLUSÃO: Foi demonstrada a variação numérica do FEP, a sua relação com a crista etmoidal óssea, e sua localização nos meatos nasais superior, médio e em ambos.

Palavras-chave : epistaxe; ligadura.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · pdf em Português | Inglês