SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.60 número1Resposta de cultivares de arroz ao nitrogênio em condições de terras altasCorrelação entre a produtividade de forragem com atributos físicos de um Argissolo em Aquidauana índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Ceres

versão impressa ISSN 0034-737X

Resumo

SA, João Carlos de Moraes; BRIEDIS, Clever  e  FERREIRA, Ademir de Oliveira. Desempenho da cultura do milho no plantio direto em resposta ao P e ao modo de fertilização. Rev. Ceres [online]. 2013, vol.60, n.1, pp.96-101. ISSN 0034-737X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-737X2013000100014.

O sistema plantio direto proporciona, ao solo, alterações que atuam profundamente na dinâmica de nutrientes, alterando as doses necessárias e as formas de aplicação de fertilizantes. Esse estudo teve por objetivo avaliar o efeito de doses de fósforo (P) e de modos de aplicação de nitrogênio (N) e P, na cultura do milho sob plantio direto de longa duração, em um Latossolo Vermelho argiloso. Dois experimentos foram desenvolvidos, na mesma área experimental e no mesmo ano, sendo utilizado o delineamento de blocos ao acaso, com quatro repetições. Em um experimento, os tratamentos foram constituídos por cinco doses do fósforo (0, 40, 80, 120 e 160 kg ha-1 de P2O5) aplicadas no sulco de semeadura. Em outro experimento, os tratamentos foram constituídos pelos modos de aplicação de N e P (a lanço, localizado no sulco e controle - sem aplicação de N e P). No primeiro experimento, foram avaliados o comprimento radicular, a absorção de P e a produtividade de grãos. No segundo, avaliaram-se a altura de requeima e a produtividade. As doses de P promoveram aumentos lineares no comprimento radicular, na camada de 0-10 cm, na absorção de P e na produção de grãos da cultura. Os modos de aplicação proporcionaram diferenças na altura de requeima e na produtividade do milho. O tratamento testemunha (0 kg ha-1 de N e P) proporcionou a maior altura de requeima, sendo superior à dos tratamentos aplicação a lanço e no sulco, que não diferiram entre si. A aplicação a lanço de N e P proporcionou incremento na produtividade de milho, superior a 16 e 42%, com relação ao da aplicação no sulco e da testemunha, respectivamente. Com isso, corrobora-se que doses crescentes de P2O5, em solo com teor inicial alto de P, afetam de forma positiva fatores de produção do milho, porém com respostas pouco expressivas, e a aplicação de N e P a lanço, em solo com alto teor de P e sem restrição hídrica, proporciona maior produtividade do milho, em relação à do tratamento aplicação dos nutrientes, localizada no sulco.

Palavras-chave : Zea mays; adubação fosfatada; localização; lanço; sulco.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons