SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 issue4Vitamin A deficiency in institutionalized children in the capital of the State of S. Paulo, BrazilMicroorganism groups found in butter sold in the City of S. Paulo, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista de Saúde Pública

Print version ISSN 0034-8910

Abstract

GOTLIEB, Sabina Léa Davidson. Mortalidade diferencial por causas, São Paulo, Brasil, 1970: tábuas de vida de múltiplo decremento. Rev. Saúde Pública [online]. 1981, vol.15, n.4, pp. 401-417. ISSN 0034-8910.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89101981000400006.

Foram feitas considerações sobre tábua de vida de múltiplo decremento, com o objetivo de avaliar a magnitude da atuação de alguns grupos de agravos à saúde nas probabilidades de morte, de sobrevivência e nas esperanças de vida dos residentes no município de São Paulo (Brasil), em 1970. A esperança de vida ao nascer foi igual a 60,12 anos no sexo masculino e 67,21 anos no sexo feminino. Os principais grupos de doenças em função dos ganhos que propiciariam à esperança de vida ao nascer, caso não tivessem sido fator de risco de morte, foram: no sexo masculino - cardiovasculares; infecciosas e parasitárias; acidentes, envenenamentos e violências e os tumores malignos; no sexo feminino - cardiovasculares; infecciosas e parasitárias; tumores malignos e os acidentes, envenenamentos e violências. Levantou-se a hipótese de que o padrão de mortalidade no município de São Paulo, em 1970, refletiria a existência de problemas de saúde de uma população formada por setores distintos onde coexistiriam condições típicas adversas à saúde, ora de regiões consideradas desenvolvidas, ora de regiões em desenvolvimento.

Keywords : Mortalidade [São Paulo, SP, Brasil]; Tábuas de sobrevivência [múltiplo decremento]; Esperança de vida.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese