SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.28 issue5The use of pacifiers by children: fecal contammination and the association with diarrhoeaReliability of the medical certificates of underlying cause of infant deaths in a metropolitan region of southeastern Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista de Saúde Pública

Print version ISSN 0034-8910

Abstract

ASSIS, Ana Marlúcia O. et al. Prática do aleitamento materno em comunidades rurais do semi-árido baiano. Rev. Saúde Pública [online]. 1994, vol.28, n.5, pp. 380-384. ISSN 0034-8910.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89101994000500012.

Com o objetivo de conhecer p estabelecimento e duração do aleitamento materno total e exclusivo em comunidades rurais do Semi-Árido Baiano, Brasil, foram estudadas 226 crianças de O a 2 anos de idade, filhas de pequenos produtores rurais que vivem numa das regiões mais secas do nordeste brasileiro, de pobreza absoluta. Os dados referem-se a todas as crianças da família que à data do estudo tinham até 2 anos de idade. Os dados foram coletados por meio de formulários aplicados às mães ou responsáveis pelo menor, no período de 1988 a 1989. A tábua de vida foi o recurso estatístico utilizado para o cálculo da duração mediana do evento. Das 226 crianças que integraram o estudo, 91,6 iniciaram a amamentação ao peito. A duração mediana do aleitamento total foi de 90,28 dias e o aleitamento exclusivo apresentou duração mediana de 0,1 dia. Ainda que o estabelecimento da amamentação ao peito possa ser considerado alto, a duração mediana do aleitamento total foi extrememente curta, e o aleitamento exclusivo foi desprezível.

Keywords : Aleitamento materno [estatística]; População rural.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese