SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.34 issue5Psychiatric cases identification by multi steps epidemiological studies: methods, problems and applicabilityAsthmatic children's risk factors for emergency room visits, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista de Saúde Pública

On-line version ISSN 1518-8787

Abstract

BORUCHOVITCH, Evely  and  MEDNICK, Birgitte R. Atribuições de causalidade referentes à saúde e à doença de crianças brasileiras. Rev. Saúde Pública [online]. 2000, vol.34, n.5, pp.484-490. ISSN 1518-8787.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102000000500008.

INTRODUÇÃO: Num momento histórico no qual um grande número de doenças podem ser prevenidas pelas mudanças de hábitos e comportamentos, investigações vêm se desenvolvendo no sentido de, não só compreender o que adultos e crianças consideram como práticas saudáveis desejáveis, mas também na tentativa de identificar fatores associados ao engajamento em comportamentos saudáveis por parte do indivíduo. Assim sendo, objetivou-se investigar atribuições de causalidade para saúde e doença entre alunos do ensino fundamental. MÉTODOS: Foi estudada uma amostra de 96 estudantes de 6 a 14 anos de idade de duas escolas de ensino fundamental, uma pública e outra privada, do Município do Rio de Janeiro, RJ. Os sujeitos foram entrevistados individualmente, e as atribuições de causalidade foram medidas por meio de 14 itens do tipo-verdadeiro (e.g., pessoas são saudáveis porque elas têm sorte). Relações entre as atribuições de causalidade e variáveis demográficas foram também examinadas. RESULTADOS: Os resultados encontrados foram consistentes com a literatura da área. Enquanto cuidar de si mesmo foi considerada como a causa mais importante da saúde, vírus e falta de cuidado consigo mesmo foram as atribuições de causalidade mais freqüentes para doença. Foram encontradas relações significativas entre as atribuições de causalidade e as variáveis demográficas. CONCLUSÕES: O estudo aponta para a existência de semelhanças culturais nas atribuições de saúde e doença de crianças e enfatiza a importância de que pesquisas futuras se voltem para a busca de maneiras de se promover o engajamento da criança em práticas saudáveis sem, contudo, despertar sentido irrealista de controle sobre sua própria saúde.

Keywords : Atitude frente à saúde; Formação de conceito; Comparação transcultural; Educação em saúde; Fatores etários; Fatores socioeconômicos; Atribuições de causalidade para saúde e doença.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License