SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.35 número4Freqüência de larvas e pupas de Aedes aegypti e Aedes albopictus em armadilhas, BrasilInfluência da temperatura e umidade no desenvolvimento ninfal de Rhodnius robustus índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Revista de Saúde Pública

versão impressa ISSN 0034-8910

Resumo

GUIMARAES, Anthony Érico; GENTILE, Carla; CATARINA M, Lopes  e  SANT'ANNA, Alessandro. Ecologia de mosquitos em áreas do Parque Nacional da Serra da Bocaina: II ¾ Freqüência mensal e fatores climáticos. Rev. Saúde Pública [online]. 2001, vol.35, n.4, pp. 392-399. ISSN 0034-8910.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102001000400010.

OBJETIVO: Estabelecer a influência exercida pelos fatores climáticos na freqüência mensal da fauna de mosquitos em áreas do Parque Nacional da Serra da Bocaina, Vale do Paraíba, SP. MÉTODOS: Foram realizadas capturas mensais por meio de isca humana, em três diferentes períodos do dia, durante 24 meses consecutivos (janeiro de 1991 a dezembro de 1992). RESULTADOS: Foram capturados 11.808 espécimes adultos pertencentes a 28 espécies. Anopheles cruzii, Runchomyia reversa e Ru. frontosa foram as espécies mais presentes em todos os meses do ano; An. cruzii ocorreu preferencialmente de outubro a fevereiro; Ru. reversa e Ru. frontosa, em setembro; An. lutzi, Chagasia fajardoi, Coquillettidia chrysonotum, Aedes serratus, Trichoprosopon simile, Wyeomyia theobaldi, Ru. humboldti e Ru. theobaldi, pertencentes ao segundo grupo de espécies mais abundantes, ocorreram preferencialmente nos meses mais quentes, úmidos e chuvosos. A temperatura e as precipitações pluviométricas influenciaram positivamente na incidência da maioria das espécies. CONCLUSÕES: A cobertura vegetal de Mata Atlântica bem preservada, as precipitações pluviométricas e a temperatura foram determinantes para a incidência da fauna de mosquitos no parque. Os meses mais chuvosos, úmidos e quentes contribuíram para o aumento da diversidade e da densidade. O período de setembro a março foi o mais favorável. Cerca de 70% das espécies chegaram a desaparecer no período de abril a agosto, os meses mais frios e secos do ano.

Palavras-chave : Culicidae; Ecologia de vetores; Insetos vetores; Ecossistema tropical; Clima; Fatores climáticos.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português