SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.36 issue1Intra-population plasticity of Anopheles darlingi's (Diptera, Culicidae) biting activity patterns in the state of Amapá, BrazilAir pollution and emergency room visits due to pneumonia and influenza in São Paulo, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista de Saúde Pública

Print version ISSN 0034-8910

Abstract

OLIVEIRA, Lenice Minussi et al. Riscos reprodutivos em região próxima ao pólo petroquímico de Triunfo no Sul do Brasil. Rev. Saúde Pública [online]. 2002, vol.36, n.1, pp. 81-87. ISSN 0034-8910.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102002000100013.

OBJETIVO: Avaliar os possíveis riscos reprodutivos em uma região próxima a pólo petroquímico situado no Rio Grande do Sul. MÉTODOS: Foram analisados 17.113 registros de nascimentos ocorridos no principal hospital da região, localizado no município de Montenegro, RS, desde 1983 até 1998. Foram selecionados três diferentes grupos de casos: (1) recém-nascidos portadores de malformações congênitas maiores; (2) recém-nascidos com baixo peso ao nascer (<2.500 g); e (3) natimortos (>500 g). Para cada caso, foi atribuído um controle específico, que foi a primeira criança nascida viva, pesando 2.500 g ou mais, com ausência de malformações e tendo o mesmo sexo que o caso em questão. A residência materna durante a gravidez foi utilizada como um parâmetro para exposição. Para a análise estatística, foram usados os testes qui-quadrado ou Fisher, "odds ratio", nível de significância de 0,05 e intervalo de confiança de 95%. RESULTADOS: Foi encontrada correlação positiva para baixo peso ao nascer e para proximidade geográfica da residência materna ao Pólo Petroquímico ["odds ratio" (OR) = 1,66; 95% confidence interval (CI) = 1,01-2,72] ou residência na direção preferencial do vento ["odds ratio" (OR) = 1,62; 95% confidence interval (CI) = 1,03-2,56]. Quando outras variáveis foram incluídas na análise de regressão logística condicional (fumo, doenças crônicas e idade materna), essa associação desapareceu. CONCLUSÕES: Apesar de os resultados finais terem sido negativos, o baixo peso ao nascer pode ser um bom parâmetro para medir a contaminação ambiental, mas deve ser monitorado na região estudada.

Keywords : Indústria petroquímica; Exposição ambiental; Recém-nascido; Impactos na saúde.; Fatores de risco; Recém-nascido de baixo peso; Estudos de casos e controles..

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English