SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.36 issue5Muscoid dipterans as helminth eggs mechanical vectors at the zoological garden, BrazilMain breeding-containers for Aedes aegypti and associated culicids, Argentina author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista de Saúde Pública

Print version ISSN 0034-8910

Abstract

LALLO, Maria Anete; SANTOS, Maurício José dos  and  BONDAN, Eduardo Fernandes. Infecção experimental pelo Encephalitozoon cuniculi em camundongos imunossuprimidos com dexametasona. Rev. Saúde Pública [online]. 2002, vol.36, n.5, pp. 621-626. ISSN 0034-8910.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102002000600012.

OBJETIVO: O microsporídio Encephalitozoon cuniculi tem sido reconhecido como um patógeno oportunista em indivíduos imunossuprimidos, tais como pacientes com Aids. O objetivo do trabalho foi desenvolver animais farmacologicamente imunossuprimidos como modelo da infecção natural pelo E. cuniculi. MÉTODOS: Foram usados grupos distintos de camundongos Balb-C adultos, imunossuprimidos com diferentes doses de dexametasona (Dx, 3 ou 5 mg/kg/dia por via intraperitoneal ¾ IP) e inoculados com esporos de E. cuniculi por via IP. Também foram usados grupos controle (animais inoculados, mas nãoimunossuprimidos, e animais imunossuprimidos, mas não inoculados). Os esporos de E. cuniculi foram previamente cultivados em células MDCK. Os animais foram sacrificados e submetidos à necropsia aos 7, 14, 21, 28 e 35 dias pós-inoculação. Fragmentos teciduais foram coletados e processados para análise por microscopia de luz, utilizando-se as técnicas de coloração de Gram -chromotrope e de hematoxilina-eosina. RESULTADOS: Em todos os animais imunossuprimidos e inoculados, porém especialmente naqueles que receberam 5 mg/kg/dia de Dx, os achados de necropsia mais proeminentes foram hepato e esplenomegalia. A inoculação experimental resultou em uma infecção disseminada e não-letal, caracterizada por lesões granulomatosas em diversos órgãos (fígado, pulmões, rins, intestino, encéfalo), porém mais notadamente no tecido hepático. Esporos de E. cuniculi foram observados em poucos animais tratados com 5 mg/kg/dia de Dx aos 35 dias pós-infecção. CONCLUSÕES: Microsporidiose em camundongos imunossuprimidos com Dx fornece um modelo útil para estudos da infecção por microsporídios, assemelhando-se àquela naturalmente observada em indivíduos imunodeficientes com Aids.

Keywords : Hospedeiro imunocomprometido; Encephalitozoon cuniculi; Encefalitozoonosze; Modelos animais de doenças; Camundongos endogâmicos Balb C; Dexametasona [imunologia]; Encefalitozoonose; Microsporidiose; Camundongos imunossuprimidos.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese