SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.38 issue1Mortality among children enrolled in public day care centers in BrazilRelationship between psychosocial job satisfaction and health in white collar workers author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista de Saúde Pública

Print version ISSN 0034-8910

Abstract

ALMEIDA-FILHO, Naomar et al. Determinantes sociais e padrões de consumo de álcool na Bahia, Brasil. Rev. Saúde Pública [online]. 2004, vol.38, n.1, pp. 45-54. ISSN 0034-8910.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102004000100007.

OBJETIVOS: Investigar padrões de consumo de álcool e prevalência de consumo de alto risco. MÉTODOS: Inquérito domiciliar realizado no município de Salvador, Bahia, com amostra de 2.302 adultos. Casos de consumo de alto risco foram definidos como sujeitos que referiram uso diário ou semanal mais episódios de embriaguez, além daqueles que informaram qualquer uso de bebidas alcoólicas com embriaguez freqüente (pelo menos uma vez por semana). RESULTADOS: Cinqüenta e seis por cento da amostra referiram consumo atual de bebidas alcoólicas. Consumo global estava significantemente associado a gênero (homens), estado civil (solteiros), migração (não-migrantes), educação (nível superior) e classe social (alta). Nenhuma diferença significante foi encontrada com relação a etnicidade, com exceção de cachaça e outras bebidas destiladas. A prevalência anual de consumo de alto risco foi 7%, seis vezes mais prevalente entre homens que entre mulheres (quase 13% comparado a 2,4%). Foi encontrada uma associação positiva de prevalência de consumo de alto risco com educação e classe social. Nenhuma relação global foi encontrada entre etnicidade e consumo de alto risco. Gênero masculino e níveis socioeconômicos mais altos foram associados ao aumento de consumo de alto risco. Análises estratificadas revelaram um efeito consistente de gênero, através de todos os estratos de variáveis independentes. CONCLUSÕES: Os resultados sugerem que elementos sociais e culturais determinam padrões locais de consumo de bebidas alcoólicas. Pesquisas adicionais sobre efeitos de longo prazo de etnicidade, classe social e gênero sobre consumo de álcool são necessárias, visando a explicar o seu papel como fontes de desigualdades sociais em saúde.

Keywords : Consumo de álcool; Alcoolismo; Comportamento de risco; Determinantes sociais; Gênero; Etnicidade.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English