SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.40 issue4Central obesity and dietary intake in HIV/AIDS patientsWhich factors could explain the low birth weight paradox? author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista de Saúde Pública

Print version ISSN 0034-8910On-line version ISSN 1518-8787

Abstract

SICHIERI, Rosely et al. Ausência de associação entre indicadores de anemia ao nascimento e crescimento de prematuros. Rev. Saúde Pública [online]. 2006, vol.40, n.4, pp.641-647. ISSN 0034-8910.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102006000500013.

OBJETIVO: Avaliar a associação entre indicadores de anemia no nascimento e o crescimento de prematuros. MÉTODOS: Crianças prematuras (26-36 semanas de idade gestacional) (n=95), nascidas de julho de 2000 a maio de 2001, em hospital público do Rio de Janeiro, foram seguidas por seis meses, corrigidos pela idade gestacional. Foram obtidos em 82 mães e 78 crianças os indicadores de anemia: hemoglobina, hematócrito, volume corpuscular médio e ferro plasmático. Os prematuros receberam suplemento de ferro (2 mg/kg/dia) durante o seguimento. Análises de regressão linear multivariadas, com medidas repetidas, avaliaram os fatores associados ao crescimento linear. RESULTADOS: O crescimento dos prematuros foi mais acentuado até as 40 semanas de idade gestacional, com aumento de aproximadamente 1,0cm/semana. Após essa fase, o crescimento foi de 0,75 cm/semana. Na análise multivariada o crescimento associou-se positivamente com o peso ao nascer (0,4 cm/100 g de peso ao nascer; p<0,001) e negativamente com a idade gestacional (-0,5 cm/semana; p<0,001). Não se observou associação entre os indicadores de anemia, tanto da mãe quanto das crianças (p>0,60 para todos indicadores) e o crescimento. Somente duas crianças apresentavam anemia no nascimento, enquanto 43,9% das mães apresentavam anemia (hemoglobina<11 g/dl). Os indicadores de anemia da mãe e da criança no nascimento também não apresentaram correlação importante (r<0,15; p>0,20). CONCLUSÕES: A anemia materna não se associou com a anemia dos prematuros no nascimento e os indicadores de anemia das mães e das crianças não influenciaram o crescimento das crianças nascidas prematuras.

Keywords : Anemia; Prematuro [crescimento e desenvolvimento]; Ferro [sangue].

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License