SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.41 número1Aids, sexualidade e atitudes de adolescentes sobre proteção contra o HIVConfiabilidade da informação sobre mortalidade por violência em Belo Horizonte, MG índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista de Saúde Pública

versão On-line ISSN 1518-8787

Resumo

AZEVEDO, Mario Renato; ARAUJO, Cora Luiza; SILVA, Marcelo Cozzensa da  e  HALLAL, Pedro Curi. Continuidade na prática de atividade física da adolescência para a idade adulta: estudo de base populacional. Rev. Saúde Pública [online]. 2007, vol.41, n.1, pp.69-75. ISSN 1518-8787.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102007000100010.

OBJETIVO: Avaliar a associação entre a prática de atividades físicas sistematizadas na adolescência e o nível de atividade física no lazer na idade adulta, com ênfase nas diferenças quanto ao gênero. MÉTODOS: Estudo transversal de base populacional foi realizado em Pelotas, Brasil, 2003. Amostra representativa de domicílios foi selecionada em múltiplos estágios. Indivíduos com idades entre 20 e 59 anos foram entrevistados. As atividades físicas de lazer foram investigadas por meio do Questionário Internacional de Atividades Físicas. Dados sobre atividade física na adolescência foram baseados em recordatório. RESULTADOS: Entre os 2.577 indivíduos entrevistados, 27,5% foram classificados como suficientemente ativos e 54,9% relataram participação em atividades físicas sistematizadas na adolescência. Indivíduos envolvidos com atividade física na adolescência apresentaram maior probabilidade de serem suficientemente ativos na idade adulta (razão de prevalências ajustada 1,42; IC 95%: 1,23; 1,65). Este efeito foi mais forte entre as mulheres (razão de prevalências 1,51; IC 95%: 1,22; 1,86) se comparado aos homens (razão de prevalências 1,35; IC 95%: 1,10; 1,67). CONCLUSÕES: Estímulo à prática de atividade física na idade escolar pode ser uma intervenção importante contra a epidemia de inatividade física na idade adulta. Embora as mulheres tenham reportado menor atividade física na adolescência, o efeito desta experiência sobre o comportamento na idade adulta foi mais forte do que entre os homens.

Palavras-chave : Atividade motora; Estilo de vida; Estudos transversais; Sedentarismo; Inatividade física; Continuidade da atividade física.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf epdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons