SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.44 número1Impactos na saúde humana de partículas emitidas por queimadas na Amazônia brasileiraValidation of the Brazilian version of the "Spanish Burnout Inventory" in teachers índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Revista de Saúde Pública

versão impressa ISSN 0034-8910

Resumo

MORIGUCHI, Cristiane Shinohara; ALEM, Michele Elisabete Rubio; VELDHOVEN, Marc van  e  COURY, Helenice Jane Cote Gil. Adaptação cultural e parâmetros psicométricos da versão brasileira da "Need for Recovery Scale". Rev. Saúde Pública [online]. 2010, vol.44, n.1, pp. 131-139. ISSN 0034-8910.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102010000100014.

OBJETIVO: Traduzir a escala Need for Recovery Scale para a língua portuguesa visando a adaptação cultural e apresentando a estabilidade, consistência interna e validade convergente da versão brasileira em trabalhadores da indústria. MÉTODOS: A tradução da escala seguiu normas para adaptações culturais de questionários, que envolveu as etapas de tradução, síntese, retro-tradução, revisão por especialistas e pré-teste. A versão final da escala em português, denominada Escala de Necessidade de Descanso foi avaliada pelos testes de estabilidade (n=52) e de consistência interna (n=192) e quanto à validade convergente em avaliações simultâneas com outros instrumentos: Escala de Borg (n=59), Questionário de Fadiga de Chalder (n=57) e escalas do Short Form-36 (n=56). RESULTADOS: A estabilidade e consistência interna da escala atingiram o critério de medida confiável (ICC=0,80 e α de Cronbach=0,87, respectivamente). A validade convergente entre a versão brasileira da escala e os outros instrumentos também apresentaram bons resultados: Escala de Borg (r=0,64); Questionário de Fadiga de Chalder (r=0,67); escalas do Short Form-36: vitalidade (r=-0,84), capacidade funcional (r=-0,54) e aspectos físicos (r=-0,47). CONCLUSÕES: A versão brasileira da escala Need for Recovery Scale apresentou boa confiabilidade para avaliação de sintomas de fadiga relacionada ao trabalho. Além disto, apresentou correlações satisfatórias e significativas com outros instrumentos aceitos pela literatura, o que valida a escala para utilização em trabalhadores de perfil semelhante ao estudado.

Palavras-chave : Fadiga; diagnóstico; Questionários; Tradução (Produto); Condições de Trabalho; Reprodutibilidade dos Testes; Validade dos Testes.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Inglês     · pdf em Inglês