SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.45 issue3H-index of Collective Health professors in BrazilThe role of plausibility in the evaluation of scientific research author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista de Saúde Pública

Print version ISSN 0034-8910

Abstract

BARROS, Fernando C et al. Quantos dos recém-nascidos de baixo peso de países emergentes são pré-termo?. Rev. Saúde Pública [online]. 2011, vol.45, n.3, pp. 607-616.  Epub Apr 15, 2011. ISSN 0034-8910.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102011005000019.

OBJETIVO: Estimar a prevalência de recém-nascidos pré-termo entre os recém-nascidos de baixo peso ao nascer de países de renda média ou baixa. MÉTODOS: Em consulta a bases de dados (PubMed, LILACS, Google Scholar) foram procurados estudos sobre a prevalência de recém-nascidos a termo e pré-termo entre aqueles de baixo peso ao nascer conduzidos após 1990 em países emergentes. Modelos de regressão foram usados para avaliar a proporção de acordo com as prevalências de baixo peso. RESULTADOS: Com base em 47 estudos de 27 países emergentes, aproximadamente metade de todos os recém-nascidos com baixo peso seriam prematuros, em vez de um a cada três, como estimado em estudos anteriores à década de 1990. CONCLUSÕES: A estimativa de números substancialmente mais altos de prematuros com baixo peso tem importantes reflexos no planejamento em saúde, uma vez que esses recém-nascidos demandam cuidados especiais. Todavia, os achados são limitados pela falta de estudos populacionais.

Keywords : Recém-Nascido de Baixo Peso; Prematuro; Países em Desenvolvimento; Revisão.

        · abstract in English | Spanish     · text in English     · pdf in English