SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.46 issue1Maternal and neonatal outcomes at an alongside birth center and at a hospitalSocial determinants of the use of health services among a public university workers author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista de Saúde Pública

Print version ISSN 0034-8910

Abstract

CAMARGO, Maria Beatriz Junqueira et al. Preditores da realização de consultas odontológicas de rotina e por problema em pré-escolares. Rev. Saúde Pública [online]. 2012, vol.46, n.1, pp. 87-97.  Epub Jan 06, 2012. ISSN 0034-8910.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102012005000004.

OBJETIVO: Estimar a prevalência do uso de serviços odontológicos por pré-escolares e fatores associados. MÉTODOS: Estudo transversal com 1.129 crianças de cinco anos de idade da Coorte de Nascimentos de Pelotas 2004, RS, de setembro de 2009 a janeiro de 2010. Registrou-se o uso de serviço odontológico pelo menos uma vez na vida e o motivo para a primeira consulta odontológica da criança. As categorias do desfecho foram: ter feito a primeira consulta por rotina, para resolver um problema ou nunca ter ido ao dentista. Os exames bucais e as entrevistas foram realizados nos domicílios. Aspectos socioeconômicos e variáveis independentes ligadas à mãe e à criança foram analisados por meio de regressão logística multinomial. RESULTADOS: A prevalência de uso por qualquer motivo foi 37,0%. Os principais preditores para consulta de rotina foram nível econômico mais elevado, mãe com maior escolaridade e ter recebido orientação sobre prevenção. Principais preditores para consulta por problema foram ter sentido dor nos últimos seis meses, mãe com maior escolaridade e ter recebido orientação sobre prevenção. Cerca de 45,0% das mães receberam orientação de como prevenir cárie, principalmente fornecida por dentistas. Filhos de mães com história de maior aderência a programas de saúde tiveram maior probabilidade de ter feito uma consulta odontológica de rotina. CONCLUSÕES: A taxa de utilização dos serviços odontológicos por pré-escolares foi inferior às de consultas médicas (puericultura). Além da renda e da escolaridade, comportamentos maternos têm papel importante no uso por rotina. Relato de dor nos últimos seis meses e número elevado de dentes afetados por cárie, independentemente dos demais fatores, estiveram associados ao uso para resolver problema. É necessária a integração de ações de saúde bucal nos programas materno-infantis.

Keywords : Pré-Escolar; Consultórios Odontológicos, utilização; Fatores Socioeconômicos; Serviços de Saúde Bucal; Educação em Saúde Bucal; Assistência Integral à Saúde.

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese