SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.49Trends in healthy life expectancy among older Brazilian women between 1998 and 2008Screening for frailty in older adults using a self-reported instrument índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Revista de Saúde Pública

versión impresa ISSN 0034-8910versión On-line ISSN 1518-8787

Resumen

SARTORI, Ana Marli Christovam et al. Custos da vacina inativada de pólio na imunização infantil de rotina no Brasil. Rev. Saúde Pública [online]. 2015, vol.49, 8.  Epub 27-Feb-2015. ISSN 1518-8787.  https://doi.org/10.1590/S0034-8910.2015049005492.

OBJETIVO

Analisar os custos de esquemas de vacinação para a introdução da vacina inativada de pólio na imunização de rotina no Brasil.

MÉTODOS

Foi realizada análise de custos das vacinas de cinco esquemas de vacinação, incluindo vacina pólio inativada, comparados ao esquema apenas-vacina oral de pólio. Foram estimados custos das vacinas para rotina, para os “Dias Nacionais de Imunização”, quando a vacina de pólio oral é administrada para menores de cinco anos, independentemente da situação vacinal, e do estoque estratégico de vacina pólio inativada. Os custos estimados foram os de 2011.

RESULTADOS

Os custos anuais do programa apenas-vacina de pólio oral (de rotina e de dois Dias Nacionais de Imunização) foram estimados em US$19.873.170. Os custos incrementais da inclusão da vacina pólio inativada dependeram: do número de doses da vacina, da apresentação da vacina (frascos com dose única ou dez doses) e do número de “Dias Nacionais de Imunização” realizados. O esquema adotado, com duas doses de VIP seguidas de três doses de VOP e um “Dia Nacional de Imunização”, foi estimado em US$29.653.539. A concomitante substituição das vacinas DTPw/Hib e HepB pela vacina pentavalente permitiu a introdução da vacina pólio inativada sem aumento do número de injeções ou visitas necessárias para completar a vacinação.

CONCLUSÕES

A introdução da vacina pólio inativada aumentou os custos anuais das vacinas de pólio em 49,2%, comparado ao esquema apenas-vacina de pólio oral. Esse aumento representou 1,13% dos gastos do Programa Nacional de Imunização com a compra de vacinas em 2011.

Palabras clave : Poliomielite, prevenção & controle; Vacina Inativada de Pólio, provisão & distribuição; Vacina Oral de Pólio, provisão & distribuição; Programas de Imunização, organização & administração; Análise de Custos.

        · resumen en Inglés     · texto en Inglés     · Inglés ( pdf )