SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.49Rastreamento de fragilidade em idosos por instrumento autorreferidoCobertura do rastreamento do câncer de colo de útero em região de alta incidência índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista de Saúde Pública

versão impressa ISSN 0034-8910versão On-line ISSN 1518-8787

Resumo

SCATENA, Lucia Marina et al. Validação e confiabilidade: instrumento para avaliação de serviços que tratam tuberculose. Rev. Saúde Pública [online]. 2015, vol.49, 7.  Epub 27-Fev-2015. ISSN 0034-8910.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-8910.2015049005548.

OBJETIVO

Analisar a validade e confiabilidade de instrumento de avaliação da estrutura dos serviços de atenção básica para o tratamento da tuberculose.

MÉTODOS

Estudo transversal com amostragem aleatória simples para 1.037 profissionais de saúde de cinco municípios (Natal, RN; Cabedelo, PB; Foz do Iguaçu, PR; São José do Rio Preto, SP e Uberaba, MG) em 2011. Foram identificados e validados indicadores estruturais, considerando as diferentes modalidades de organização do sistema de saúde de municípios de diferentes portes populacionais. A “estrutura” correspondeu aos recursos existentes para a execução dos serviços: físicos (equipamentos, materiais de consumo e instalações); humanos (número e qualificação); e fontes para manutenção da infraestrutura e da tecnologia existente, entendida como organização do serviço de saúde. Os procedimentos estatísticos utilizados no processo de validação foram análise de confiabilidade, análise fatorial exploratória e confirmatória.

RESULTADOS

O processo de validação determinou a retenção de cinco fatores com 85,9% de variância total explicada, consistência interna entre 0,6460 e 0,7802 e qualidade de ajustamento da análise confirmatória de 0,995 para ogoodness-of-fit index. Os fatores retidos compuseram os cinco indicadores estruturais: profissionais envolvidos com o atendimento de tuberculose; capacitação; acesso a instrumentos de registro; disponibilidade de insumos; e articulação do serviço de saúde com outros níveis de atenção. O indicador com melhor desempenho foi disponibilidade de insumos, com menor coeficiente de variação nos serviços avaliados. Os indicadores de avaliação dos recursos humanos e articulação com outros níveis de serviços apresentaram percentuais satisfatórios; entretanto, este último apresentou o maior coeficiente de variação. Os indicadores de capacitação e acesso a instrumentos de registro apresentaram percentuais de avaliação inferiores aos demais.

CONCLUSÕES

O instrumento apresentou viabilidade de aplicação e potencial de avaliação da estrutura dos serviços de saúde para o tratamento da tuberculose na atenção básica.

Palavras-chave : Avaliação de Serviços de Saúde; métodos; Tuberculose; prevenção; controle; Indicadores de Qualidade em Assistência à Saúde; Indicadores de Serviços; Questionários; utilização; Estudos de Validação.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf epdf ) | Inglês ( pdf epdf )