SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.49Vacinação infantil e tomada de decisão por pais de alta escolaridadeFatores associados ao aumento da rigidez arterial em crianças de 9 e 10 anos índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista de Saúde Pública

versão impressa ISSN 0034-8910versão On-line ISSN 1518-8787

Resumo

CALDEIRA, Silvia Maria et al. Parâmetros meteorológicos e infecção hospitalar de corrente sanguínea: estudo caso-referência. Rev. Saúde Pública [online]. 2015, vol.49, 19.  Epub 31-Mar-2015. ISSN 0034-8910.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-8910.2015049005438.

OBJETIVO

Avaliar se temperatura e umidade influenciam a etiologia das infecções na corrente sanguínea em hospital, no período de 2005 a 2010.

MÉTODOS

O estudo teve delineamento caso-referência. Casos individuais de infecções de corrente sanguínea por patógenos ou grupos de interesse foram comparados com diferentes referências. Na primeira etapa, valores médios de temperatura e umidade, para os sete dias que precederam a coleta de culturas de sangue, foram comparados com a “média-móvel de ordem 7” para todos os dias do período do estudo. A segunda etapa incluiu somente os casos com culturas positivas. Foram realizadas análises por regressão logística para avaliar a influência dos parâmetros meteorológicos imediatos sobre a etiologia dessas infecções, ajustando os resultados para dados demográficos, tempo e unidade de internação.

RESULTADOS

Temperatura e umidade mais elevadas foram associadas às infecções de corrente sanguínea causadas por bactérias como um todo (versus fungos) e por bacilos Gram-negativos. Nos modelos multivariados, a temperatura foi positivamente associada com o isolamento nas culturas de bacilos Gram-negativos (OR = 1,14; IC95% 1,10;1,19) ou A. baumannii (OR = 1,26; IC95% 1,16;1,37), mesmo após ajuste para dados demográficos e de internação. Associação inversa foi identificada por umidade.

CONCLUSÕES

O estudo documentou o impacto de temperatura e umidade sobre incidência e etiologia de infecções da corrente sanguínea. Os resultados são coerentes com os relatados em estudos ecológicos, apontando para maior incidência de bacilos Gram-negativos durante as estações quentes. Esses achados devem orientar as estratégias direcionadas à prevenção e controle de infecções relacionadas à assistência à saúde.

Palavras-chave : Infecção Hospitalar, etiologia; Temperatura Ambiente; Umidade; Infecções Bacterianas e Micoses, microbiologia.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf epdf )