SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.49Dietary patterns in pregnancy and birth weightOccupational conditions and the risk of the use of amphetamines by truck drivers author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista de Saúde Pública

Print version ISSN 0034-8910On-line version ISSN 1518-8787

Abstract

MIGLIOLI, Teresa Cristina et al. Fatores associados ao estado nutricional de crianças menores de cinco anos. Rev. Saúde Pública [online]. 2015, vol.49, 59.  Epub Sep 18, 2015. ISSN 0034-8910.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-8910.2015049005441.

OBJETIVO

Analisar se o estado nutricional de crianças menores de cinco anos está relacionado a condições biológicas de suas mães, a fatores ambientais e socioeconômicos e ao acesso a serviços de saúde e programas sociais.

MÉTODOS

Este estudo transversal, de base populacional, analisou 664 mães e 790 filhos, utilizando análise de correlação canônica, tendo como variáveis dependentes as características dos filhos (peso/idade, estatura/idade, índice de massa corporal/idade, níveis de hemoglobina e retinol sérico). Como variáveis independentes, as relacionadas ao estado nutricional das mães (índice de massa corporal, níveis de hemoglobina e retinol sérico), idade materna, fatores ambientais, socioeconômicos, acesso a serviços de saúde e programas sociais. Adotou-se nível de significância < 0,05 para seleção das funções canônicas interpretadas e ± 0,40 como valor de carga canônica das variáveis analisadas.

RESULTADOS

Foram selecionadas três funções canônicas, concentrando 89,9% da variabilidade da relação entre os grupos. Na primeira, peso/idade (-0,73) e estatura/idade (-0,99) dos filhos relacionaram-se diretamente com estatura materna (-0,82), consultas pré-natais (-0,43), área geográfica de moradia (-0,41) e renda familiar per capita (-0,42). A relação inversa entre variáveis referentes aos filhos e moradores/cômodo (0,44) mostrou que, quanto maior o número de pessoas/cômodo, mais deficiente o estado nutricional. Residentes na área rural apresentaram piores situações nutricionais. Na segunda função, índice de massa corporal materno (-0,48) relacionou-se com índice de massa corporal/idade e retinol dos filhos, indicando que, à medida que as mulheres aumentavam de peso, o mesmo acontecia com seus filhos e que mulheres de baixo peso tendiam a ter filhos com deficiência de vitamina A. Na terceira função, os níveis de hemoglobina (-0,72) e retinol (-0,40) dos filhos estiveram diretamente relacionados ao nível de hemoglobina materna (-0,43).

CONCLUSÕES

Mães e filhos estavam associados em relação à anemia, deficiência de vitamina A e marcadores antropométricos. Residir na área rural ainda é um discriminante na situação de saúde das famílias.

Keywords : Deficiência de Vitamina A, epidemiologia; Anemia Ferropriva, epidemiologia; Pesos e Medidas Corporais; Nutrição Materna; Saúde Materno-Infantil; Fatores Socioeconômicos; Desigualdades em Saúde; Estudos Transversais.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )