SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.49Occupational conditions and the risk of the use of amphetamines by truck driversMultiple skin neoplasms in subjects under 40 years of age in Goiania, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista de Saúde Pública

Print version ISSN 0034-8910On-line version ISSN 1518-8787

Abstract

PEREIRA, Lílian Paternostro de Pina; MASSON, Maria Lúcia Vaz  and  CARVALHO, Fernando Martins. Aquecimento vocal e treino respiratório em professores: ensaio clínico randomizado. Rev. Saúde Pública [online]. 2015, vol.49, 67.  Epub Oct 09, 2015. ISSN 0034-8910.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-8910.2015049005716.

OBJETIVO

Comparar a efetividade de duas intervenções fonoaudiológicas, aquecimento vocal e treino respiratório, na qualidade vocal de professores.

MÉTODOS

Realizou-se ensaio clínico randomizado, cego ao avaliador, com delineamento em paralelo 1:1. Participaram da pesquisa 31 professores da rede estadual de ensino de Salvador, BA, entre 20 e 60 anos de idade, carga laboral mínima de 20h semanais, com ou sem alteração vocal autorreferida. Os critérios de exclusão foram: tabagismo, elevada frequência de consumo de álcool, acompanhamento fonoaudiológico simultâneo à participação no estudo, estado de infecções de trato respiratório superior, uso profissional da voz em outra atividade, distúrbios neurológicos e histórico de patologias cardiopulmonares. Os indivíduos foram alocados por randomização simples nos grupos aquecimento vocal (n = 14) e treino respiratório (n = 17). A qualidade vocal dos professores foi avaliada subjetivamente pelo Índice de Desvantagem Vocal e pela análise acústica computadorizada da voz (frequência fundamental média, jitter, shimmer, ruído e proporção glottal-to-noise excitation), realizada por fonoaudiólogos.

RESULTADOS

Antes das intervenções, os grupos eram semelhantes quanto às características sociodemográficas, atividade docente e qualidade vocal. As variações pré e pós-intervenção nos indicadores de autoavaliação e acústicos da voz não diferiram significantemente entre os grupos. Na comparação intragrupos, pré e pós-intervenções de seis semanas, observou-se redução significativa do Índice de Desvantagem Vocal nos participantes dos dois grupos, redução da frequência fundamental média no grupo aquecimento vocal e aumento doshimmer no grupo treino respiratório. Indivíduos do grupo aquecimento vocal referiram maior facilidade para falar e maior benefício em relação à melhoria geral da voz, comparado ao grupo treino respiratório.

CONCLUSÕES

Ambas intervenções foram similares quanto a seus efeitos sobre a qualidade vocal dos professores. Entretanto, cada intervenção isoladamente, em especial o aquecimento vocal, contribuiu para melhorar a qualidade vocal dos professores.

REGISTRO DO ENSAIO

NCT02102399, “Vocal Warm-up and Respiratory Muscle Training in Teachers”.

Keywords : Docentes; Qualidade da Voz; Rouquidão, prevenção & controle; Exercícios Respiratórios; Saúde do Trabalhador.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )