SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.49Gender and other factors associated with the use of hearing protection devices at workEvaluating the use of in-store measures in retail food stores and restaurants in Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista de Saúde Pública

Print version ISSN 0034-8910On-line version ISSN 1518-8787

Abstract

SILVA, Vanessa Silva e et al. Projeto de coordenação intra-hospitalar de doação de órgãos: custo-efetividade e benefícios sociais. Rev. Saúde Pública [online]. 2015, vol.49, 72.  Epub Oct 20, 2015. ISSN 0034-8910.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-8910.2015049005770.

OBJETIVO

Avaliar a viabilidade de profissional especialista em comissões intra-hospitalares de doação de órgãos e tecidos para transplantes.

MÉTODOS

Estudo epidemiológico, retrospectivo e transversal (2003 a 2011 e 2008 a 2012), realizado com dados de doação de órgãos para transplantes no estado de São Paulo. Foram avaliados nove hospitais (hospitais 1 a 9). Foram avaliadas, por regressão logística, diferenças em número de notificações de morte encefálica e doadores efetivos (variáveis dependentes) após a entrada do profissional especialista (variável independente) na comissão intra-hospitalar de doação de órgãos e tecidos para transplantes. Para avaliação do faturamento hospitalar, foram calculados o salário-hora de médico e enfermeiro, conforme legislação da Consolidação das Leis do Trabalho, o retorno e o prazo do retorno do investimento.

RESULTADOS

Após a entrada de enfermeiro especialista na comissão, as notificações de morte encefálica e o número de doadores efetivos aumentaram no hospital 2 (4,17 e 1,52, respectivamente). No hospital 7, o número de doadores efetivos também aumentou de 0,005 para 1,54. E, após entrada de enfermeiro especialista, o faturamento hospitalar aumentou em 190,0% (variação de 40,0% a 1.955%). O custo mensal para 20 horas semanais do enfermeiro foi R$940,00 e, do médico, R$8.330,00. O retorno do investimento foi de 275%, em curto prazo (0,36 anos).

CONCLUSÕES

A inserção de profissional especialista nas comissões intra-hospitalares para captação de doação de órgãos e tecidos para transplantes mostra-se custo-efetiva. Novos estudos econômicos na área podem contribuir com uma política pública eficiente de implantação desse modelo de captação de órgãos e tecidos para transplantes.

Keywords : Coleta de Tecidos e Órgãos; Equipe de Assistência ao Paciente; Enfermagem, recursos humanos; Custos e Análise de Custo; Análise Custo-Benefício.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )