SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.49Therapeutic itineraries and explanations for tuberculosis: an indigenous perspectiveEffects of acupressure on progress of labor and cesarean section rate: randomized clinical trial author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista de Saúde Pública

Print version ISSN 0034-8910On-line version ISSN 1518-8787

Abstract

CHIAVEGATTO FILHO, Alexandre Dias Porto et al. Determinantes do uso de serviços de saúde: análise multinível da Região Metropolitana de São Paulo. Rev. Saúde Pública [online]. 2015, vol.49, 15.  Epub Feb 27, 2015. ISSN 0034-8910.  http://dx.doi.org/10.1590/S0034-8910.2015049005246.

OBJETIVO

Analisar os determinantes individuais e contextuais do uso de serviços de saúde na Região Metropolitana de São Paulo.

MÉTODOS

Foram utilizados os dados do estudo São Paulo Megacity, a versão brasileira da pesquisa multicêntrica World Mental Health Survey. Foram analisados 3.588 indivíduos adultos residentes em 69 áreas da Região Metropolitana de São Paulo, SP (38 municípios adjacentes e 31 subprefeituras do município de São Paulo), selecionados por meio de amostragem multiestratificada da população não institucionalizada. Foram ajustados modelos multinível logísticos Bayesianos para identificar os determinantes individuais e contextuais do uso de serviços de saúde nos últimos 12 meses e a presença de médico de referência para cuidados de rotina.

RESULTADOS

As características contextuais do local de residência (desigualdade de renda, violência e renda mediana) não apresentaram associação significativa (p > 0,05) com o uso de serviços ou com a presença de médico de referência para cuidados de rotina. A única exceção foi a associação negativa entre residir em uma área com alta desigualdade de renda e a presença de médico de referência (OR 0,77; IC95% 0,60;0,99) após controle das características individuais. O estudo apontou uma forte e consistente associação entre algumas características individuais (principalmente escolaridade e presença de plano de saúde) com o uso de serviços de saúde e ter médico de referência. A presença de doenças crônicas e mentais associou-se fortemente com o uso de serviços no último ano (independentemente de características individuais), mas não com a presença de médico de referência.

CONCLUSÕES

Características individuais como maior escolaridade e ter plano de saúde foram determinantes importantes do uso de serviços de saúde na Região Metropolitana de São Paulo. A melhor compreensão desses determinantes é necessária para o desenvolvimento de políticas públicas que permitam o uso equitativo dos serviços de saúde.

Keywords : Serviços de Saúde, utilização; Acesso aos Serviços de Saúde; Desigualdades em Saúde; Condições Sociais; Iniquidade Social; Zonas Metropolitanas; Análise Multinível.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )