SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.26 número1Therapeutical investigation of praziquantel in human infection due to Schistosoma mansoni índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo

versión On-line ISSN 1678-9946

Resumen

BOULOS, Marcos et al. Inquérito soroepidemiológico sobre malária em escolares de Marabá, Pará. Rev. Inst. Med. trop. S. Paulo [online]. 1984, vol.26, n.1, pp.60-65. ISSN 1678-9946.  http://dx.doi.org/10.1590/S0036-46651984000100009.

Realizou-se inquérito sorológico para malária em escolares de Marabá — Pará, por meio de testes de imunofluorescência (IP) para anticorpos IgG e IgM, tendo como antígenos P. falciparum e P. gallinaceum, e teste de hemaglutinação (HAg) com P. gallinaceum. O teste IF-IgG com P. falciparum foi positivo em 6,94% dos 389 indivíduos estudados e o de P. gallinaceum em 11,56%, havendo concordância entre ambos os testes em 88,68% das amostras. No total, observou-se 14,91% de casos reagentes em qualquer dos testes. O teste com P. gallinaceum se mostrou mais abrangente provavelmente devido a maior prevalência na região de infecções por P. vivax. Ao se dividir a população estudada em faixas etárias de 6 a 10 anos (grupo A) e de 11 a 16 anos (grupo B), observou-se diferença significativa de reatividade ao teste IF-IgG com P. falciparum (2,68% para A e 10,94% para B) mas não com P. gallinaceum (10,10% para A e 12,97% para B). Para os testes IF-IgM houve positividade de 2,83% na população, e para o teste de HAg de 1,80%, sem diferença significativa entre os grupos etários A e B.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · Portugués ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons