SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.28 issue3Treatment of patients with Schistosomiasis mansoni: a double blind clinical trial comparing praziquantel with oxamniquineAggressive pulmonary paracoccidioidomycosis, stenosante tracheitis and subacute Cor pulmonale: report of a case author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo

Print version ISSN 0036-4665

Abstract

AMATO NETO, Vicente et al. Avaliação da atividade terapêutica do albendazol em ratos experimentalmente infectados com Strongyloides venezuelensis. Rev. Inst. Med. trop. S. Paulo [online]. 1986, vol.28, n.3, pp. 181-184. ISSN 0036-4665.  http://dx.doi.org/10.1590/S0036-46651986000300008.

Com a finalidade de demarcar mais precisamente o espectro de ação do albendazol, foi estudada a atividade terapêutica desse anti-helmíntico em ratos experimentalmente infectados com Strongyloides venezuelensis, tendo sido usada, como termo de comparação, a ação do cambendazol e do mebendazol, dois outros benzimidazólicos. Os três compostos mostraram-se eficientes quando utilizadas doses únicas de 6,75, 12,5, 25 e 50 mg/kg, pois motivaram desaparecimento total das formas adultas no intestino. Com a posologia de 5 mg/kg sucederam porcentagens médias de reduções dos números de vermes de 87%, 98% e 80%, respectivamente, como decorrência do emprego do albendazol, do cambendazol e do mebendazol, traduzindo superioridade da segunda droga citada.

Keywords : Estrongiloidíase; Strongyloides venezuelensis; Infecção experimental em ratos; Tratamento; Albendazol.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese