SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.33 issue2Investigation on the transplacental transfer of Wuchereria bancrofti microfilariae in newborns of microfilaremic mothersT lymphocyte subsets evaluation in patients with pulmonary tuberculosis using theophylline modulation author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo

Print version ISSN 0036-4665

Abstract

REIS, Vitor Manoel Silva dos; CUCE, Luiz Carlos  and  RIVITTI, Evandro Ararigbóia. Anatomopatologia e imunofluorescência direta e indireta das lesões de pênfigo foliáceo endêmico resistentes à corticoterapia. Rev. Inst. Med. trop. S. Paulo [online]. 1991, vol.33, n.2, pp. 97-103. ISSN 0036-4665.  http://dx.doi.org/10.1590/S0036-46651991000200003.

São estudados 16 doentes de pênfigo foliáceo endêmico (PFE), sob tratamento com corticosteróides, que ainda apresentavam lesões eritemato-pápulo-verrucosas, geralmente hiperpigmentadas, que foram caracterizadas como lesões resistentes à corticoterapia (LRC). O estudo destas lesões foi feito através de anatomopatologia e de imunofluorescência direta (IFD). Anatomopatologicamente essas lesões mostraram tendência à hiperplasia epitelial e clivagem em níveis variáveis na epiderme o que difere dos achados nas lesões recentes do PFE e coincide com os achados nas lesões crônicas do PFE da era pré-corticóide. A IFD da pele lesada foi positiva para IgG em 93,75% dos casos, como ocorre nas fases iniciais do PFE, tendo sido negativa no único caso em que não houve clivagem. Adicionalmente, em oito desses doentes, foram estudados a IFD da pele sã e a imunofluorescência indireta (IFI). A IFD foi positiva em três destes casos e a IFI foi negativa nos oito.

Keywords : Pênfigo foliáceo; Corticóide; Imunofluorescência; Anatomopatologia.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese