SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.33 issue5Epidemic dengue in Nicaragua 1985Antibodies against Entamoeba histolytica in individuals with intestinal amoebiasis presenting cysts and/or trophozoites in the feces author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo

Print version ISSN 0036-4665

Abstract

GRAEFF-TEIXEIRA, Carlos; CAMILLO-COURA, Lea  and  LEONEL LENZI, Henrique. Aspectos clínicos e epidemiológicos da angiostrongilíase abdominal no sul do Brasil. Rev. Inst. Med. trop. S. Paulo [online]. 1991, vol.33, n.5, pp. 373-378. ISSN 0036-4665.  http://dx.doi.org/10.1590/S0036-46651991000500006.

A maioria dos 16 casos de angiostrongilíase abdominal publicados no Brasil até 1989, eram originários dos Estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul (RS). Um estudo clínico e epidemiológico em 27 casos no RS revelou aspectos distintos do que é conhecido sobre a ocorrência da doença na Costa Rica: tanto adultos quanto crianças são acometidos, provenientes de áreas serranas do norte do Estado e há uma aparente sazonalidade, não relacionada às chuvas e sim aos meses mais quentes do ano. Alem de confirmar o quadro clínico-laboratorial descrito na literatura (dor abdominal, febre e eosinofilia), o estudo salienta a ocorrência de episódios recorrentes de dor abdominal com remissão espontânea e de outras formas pouco sintomáticas, possivelmente as formas mais comuns de manifestações da doença. Foi observada uma letalidade de 7,4%. Com o alerta aos médicos, especialmente da área endêmica, e o uso de teste sorológico, espera-se um aumento do número de diagnósticos de angiostrongilíase abdominal e conseqüente aprimoramento do conhecimento sobre esta zoonose no Brasil.

Keywords : Abdominal angiostrongyliasis; Angiostrongylus costaricensis; Zoonosis; Nematode infections; Eosinophilic gastroenteritis.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English