SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.36 issue4The diagnostic importance of species specific and cross-reactive components of Taenia solium, Echinococcus granulosus, and Hymenolepis nanaCurrent eco-epidemiologic knowledge on pathogenic arbovirus to humans in the Atlantic forest region, State of São Paulo, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo

Print version ISSN 0036-4665

Abstract

SILVA-VERGARA, Mario León et al. Achados neurológicos e laboratoriais em população de área endêmica para teníase-cisticercose, Lagamar, MG, Brasil (1992-1993). Rev. Inst. Med. trop. S. Paulo [online]. 1994, vol.36, n.4, pp. 335-342. ISSN 0036-4665.  http://dx.doi.org/10.1590/S0036-46651994000400006.

Realizou-se um inquérito clínico-epidemiológico em área endêmica para teníase-cisticercose. Foram examinados 1080 (32,2%) indivíduos da população total, encontrando-se 198 (18,3%) indivíduos referindo antecedente de teníase, e 103 (9,5%) apresentaram história anterior ou atual de convulsões. Destes últimos, 39 (37,8%) referiram início das crises na vida adulta, e 62 (60%) foram avaliados laboratorialmente. Em 21 (33,8%) casos, o resultado da tomografia mostrou calcificações intracranianas compatíveis com neurocisticercose, em número e localização variáveis, mas sem evidência de atividade da doença. Traçados eletroencefalográficos anormais foram lidos em 21 (33,8%) pacientes e alterações no exame do líquido cefalorraquiano (LCR) detectadas em 27 (43,5%), em 3 (4,8%) foi verificada presença de eosinófilos. Somente LCR de 26 (41,9%) pacientes foram submetidos a pesquisa de anticorpos para cisticerco, obtendo-se positividade em 6 (23%) deles, por ensaio imunoenzimático (ELISA) ou reação de imunofluorescência indireta. Outras alterações do LCR foram devidas a aumento variável das proteínas. Considerando-se os fatores epidemiológicos de risco para teníase-cisticercose na região estudada e sua correlação com as alterações laboratoriais mencionadas acima com as crises convulsivas, encontra-se uma provável prevalência de 1,9% para a neurocisticercose.

Keywords : Teníase; Neurocisticercose; Convulsões; Calcificações intracranianas; Tomografia.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese