SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.37 número3Epidemia de doença exantemática associada à infecção causada por coxsackievírus B3 em uma crecheLeishmania braziliensis: isolamento de antígeno contendo carboidrato e a possibilidade de sua aplicação no imunodiagnóstico da Leishmaniose Tegumentar Americana índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo

versão impressa ISSN 0036-4665

Resumo

SILVA, L.C. da et al. Seguimento tardio e padrões de resposta da ALT em pacientes com hepatite crônica NANB/C tratados com interferon-a. Rev. Inst. Med. trop. S. Paulo [online]. 1995, vol.37, n.3, pp. 239-243. ISSN 0036-4665.  http://dx.doi.org/10.1590/S0036-46651995000300010.

A resposta ao tratamento com interferon em pacientes com hepatite crônica NANB/C tem sido classificada como completa, parcial ou ausente, de acordo com o comportamento da alanino aminotransferase sérica (ALT). Entretanto, uma observação mais detalhada da atividade enzimática tem mostrado que os padrões podem ser mais complexos. O objetivo deste estudo foi descrever o seguimento tardio e os padrões de resposta da ALT em pacientes com hepatite crônica NANB/C tratados com interferon alfa recombinante. Classificamos os tipos de resposta da ALT em 6 padrões e as freqüências observadas foram:I. Resposta completa e persistente = 9 (20,5%); II. Resposta completa com recaída persistente após o IFN = 7 (15,9%); III. Resposta completa com recaída temporária = 5 (11,9%); IV. Normalização temporária e recaída durante o tratamento com IFN = 4 (9,1%); V. Resposta parcial (queda dos níveis iniciais da ALT maior que 50%) = 7 (15,9%); VI. Não resposta = 12 (27,3%). Em conclusão, os padrões de ALT variam durante e após o tratamento e podem ser classificados em pelo menos 6 tipos.

Palavras-chave : Chronic hepatitis; Hepatitis C; Antiviral Therapy; Interferon; Response; Relapse.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · pdf em Inglês